• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • sábado, 26 de setembro de 2015

    À QUEIMA-ROUPA: Chico Leite , Deputado distrital (Rede)

    Chico Leite , Deputado distrital (Rede)

    Por que decidiu sair do PT?
    A minha impressão é de que estava tentando entrar no PT há mais de 10 anos e não conseguia.

    Por que? Não se sentia à vontade no partido?
    Pelo mesmo motivo que eu sempre quis entrar, por causa dos princípios que a militância defende. Ao longo desses anos, a direção foi se afastando desses princípios.

    Sente-se constrangido pelas denúncias do petrolão?
    Éticas e honestas são as pessoas, e não os partidos e as instituições. 

    O PT já é reincidente. Primeiro, o mensalão. Agora, a Lava-Jato…
    A gente não pode dizer que todo católico é pedófilo por causa dos cardeais pedófilos, nem que todo evangélico é estelionatário porque de vez em quando há notícia de um pastor que usa a fé para se locupletar, mas eu sinto, ao longo desses anos, que a direção especialmente aqui vai se afastando cada vez mais dos princípios que fundamentaram a criação do PT, que são os princípios que a militância defende. Isso é que constrange.

    São os princípios éticos?
    Todos aqueles que são afrontados em notícias de jornais, ao longo desses anos.

    Acha que o governo Agnelo acabou com as finanças do DF, como diz o governador Rollemberg?
    Fui ao Ministério Público de Contas para deslindar esse embate sobre as contas públicas do DF e a resposta que recebi à indagação é que, de fato, nós temos dívidas feitas no governo passado sem registro na casa de mais de R$ 1 bilhão. Isso denota uma irresponsabilidade fiscal. Só não acho que podemos resolver apenas procurando culpados. Temos de ter criatividade para sair desta crise. 

    Na rede, você vai para a base de Rollemberg?
    Meu compromisso é com a população. Tanto Marina quanto Rollemberg sabem disso. Naquilo que eu puder contribuir, estarei junto. Mas naquilo que contrariar o que sempre defendi vou criticar, tentar apresentar alternativas e votar contra. Não ajuda quem bajula, quem se submete. Ajuda quem critica e aponta alternativas. 

    Algumas pessoas acham que é a sua hora de disputar um cargo majoritário. Essa é a sua pretensão?
    Entro na Rede para contribuir porque a minha impressão é de que eu atrapalhava algo na direção do PT, porque não me deixavam ser candidato ao Senado. Tentei duas vezes ser candidato ao Senado. Eles não viam conveniência.

    E na Rede?
    Fui pré-candidato ao Senado duas vezes. Agora minha disposição é ser candidato.

    Teve uma boa relação com Agnelo?
    Passei quatro anos excluído de todas as decisões. Eu ainda tentei aqui e ali dar alguma contribuição, fazer alguma crítica. Mas a impressão que tenho é de que nunca fui ouvido. Ou eles julgavam que era incapaz, ou incoveniente.

    O PT está em decadência, chegou no seu pior momento?
    O PT precisa retomar os valores que o criaram. A militância persiste com esses valores. É aguerrida, é honesta, mas o partido se desviou.

    A militância do PT não vai se sentir traída?
    Trai a militância quem se afasta dos princípios. Estou tomando um novo caminho, da nova política, exatamente em razão dos princípios que a militância defende e de que a direção do PT se afastou ao longo desses anos.

    Acha o atual governo melhor do que foi o anterior?
    O governador é uma pessoa de bem. É uma pessoa da nossa cidade. Isso me leva a ter muita esperança, mas até agora, como governo, tem errado na política porque tem debatido pouco e errado na administração pela inexperiência e pela falta de criatividade para construir alternativas para a crise. Vai chegar uma hora em que a população vai perguntar: qual é a alternativa? Se o governo não conseguir responder, vai ficar difícil.

    É um alívio sair do PT?
    Eu tenho um sentimento muito bom em relação à militância. Nos últimos meses, antes de tomar a decisão, pensei muito na militância. Eu me sinto agradecido. Pude, durante todos esses anos, trocar experiências com quem pode construir e defender valores. Por essa ótica, olhando pelo ângulo da militância, eu fico até triste, mas percebi que na vida, às vezes, a gente precisa mudar a forma para continuar no mesmo conteúdo.

    Votaria de novo no Lula?
    Minha candidata é Marina Silva.


    Fonte: “Coluna: Eixo Capital” – Ana Maria Campos – Correio Braziliense – Foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A.Press

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.