• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • quinta-feira, 3 de setembro de 2015

    À QUEIMA-ROUPA: Izalci Lucas, Deputado federal (PSDB-DF)

    Sente-se confortável em assumir a presidência do PSDB-DF num processo de intervenção?
    É falsa a premissa de intervenção agora. A intervenção vem desde 2013 e nossa missão é justamente reorganizar o partido. Sou deputado federal eleito pelo partido e em toda a história eleitoral do DF o PSDB só havia conquistado uma cadeira na Câmara em 1998.
     
    A ex-governadora Maria de Lourdes Abadia fez muitas críticas ao senhor. Disse que o senhor é desagregador, que não tem experiência política e só tem projeto pessoal... O que acha disso?
    Respeito a história da deputada Abadia no PSDB, assim como a de outros tucanos pioneiros do DF e muitos desses estão do meu lado. Fui líder da oposição ao governo dela e talvez por isso ela não me perdoe. Mas não se faz política olhando pelo retrovisor. 
     
    Abadia disse também que o senhor entra e sai toda hora de partido... Está disposto a permanecer no PSDB?
    Entrei no partido a convite das grandes lideranças nacionais tucanas. E essas lideranças entendem que o PSDB precisa ter no DF a mesma dimensão que tem no âmbito nacional e é isso o que vamos procurar fazer.
     
    Qual é o projeto do PSDB para 2018? Vai apoiar a reeleição de Rollemberg, caso o governador planeje se candidatar novamente?
    Estamos preocupados com a crise que atinge o GDF e castiga nossa população, e por isso vamos trabalhar pela governabilidade. Mas isso não representa necessariamente apoio na próxima eleição.
     
    O senhor se antecipou à derrubada na sua casa e recuou a cerca nos limites definidos da orla do lago. Concorda com a ação do GDF?
    Decisão judicial se cumpre. Assim que vi que o recurso foi negado pela Justiça decidi recuar a cerca porque vi que era uma decisão política do governo de derrubar. Mas acho que deveria ter havido planejamento para que todos os moradores agissem assim também.
     
    E no plano nacional, acredita que a presidente Dilma Rousseff tem condições de governar até o último dia do mandato?
    Infelizmente, a presidente e o PT perderam as condições de governabilidade. O país está à deriva.
     
    Aonde vai chegar a CPI da Petrobras?
    Já chegamos ao Rei, à Rainha e ao Príncipe. Lula, Dilma e José Dirceu.


    Fonte: Ana Maria Campos - Coluna "Eixo Capital" - Correio Braziliense - Foto: Google

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.