• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • terça-feira, 29 de setembro de 2015

    Bancos de leite do DF são padrão ouro


    Trabalho é exemplo para diversos países

    Todos os 10 bancos de leite humano (BLHs) da Secretaria de Saúde (SES/DF), em 2015, foram credenciados como "Padrão Ouro", classificação concedida pelo Programa Internacional Ibero-Americano de Bancos de Leite Humano (IBERBLH).

    A notícia foi revelada no II Fórum ABC – Fiocruz – Ministério da Saúde de Cooperação Internacional em Bancos de Leite Humano, realizado entre 21 e 25 de setembro. O fórum reuniu autoridades de 23 países que fizeram visitas para conhecer os bancos de leite e unidades de atenção básica que têm um trabalho diferenciado de amamentação na SES/DF.

    O credenciamento é baseado em regras que avaliam o grau de conformidade do Sistema de Gerenciamento de Produção da Rede Global de Banco de Leite Humano. É dividido em três categorias, ouro, prata e bronze. A partir desse sistema, é possível fazer o gerenciamento dos recursos materiais e humanos para o aprimoramento continuo dos processos de trabalho.

    Para Miriam Santos, o credenciamento é o reconhecimento do grande investimento da SES/DF na área e do trabalho da equipe. “É um orgulho saber que somos um exemplo para o país e para o mundo”.

    CREDENCIAMENTO - O credenciamento de bancos de leite humano é uma ação integrada da Coordenação Geral da Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde, com a Fundação Oswaldo Cruz, sob a coordenação do Centro de Referência Nacional da Rede Brasileira de Banco de Leite Humano (CNRBLH).

    HISTÓRICO -  O credenciamento começou em 2012, ocasião em que foi inscrito apenas o banco de leite de Taguatinga, o primeiro do DF. Em 2013, oito foram credenciados como ouro. Em 2104 e 2015, a Secretaria de Saúde do DF conseguiu a marca histórica de credenciar todas as suas 10 unidades como padrão ouro.

    ESTATÍSTICAS - O banco de leite funciona para garantir alimentação adequada às crianças que nascem com baixo peso, prematuras ou com algum problema de saúde e que precisam permanecer internadas no hospital após o nascimento. Em 2015, já foram coletados 10.726 litros de leite humano, volume que permitiu atender 6.629 crianças em todo o Distrito Federal.

    NOVAS DOADORAS - As novas doadoras podem ligar para o 160, opção 4. Uma equipe do BLH entrará em contato e agendará visita dos bombeiros, que fazem a coleta do leite armazenado. É importante saber que o leite congelado para doação pode ficar guardado por até 10 dias.



    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.