• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • quarta-feira, 2 de setembro de 2015

    EM SAMAMBAIA, MAIORIA DOS HABITANTES USA TRANSPORTE PÚBLICO ATÉ O TRABALHO

    Mais de 50% dos moradores de Samambaia utilizam transporte público para trabalhar. O ônibus coletivo é usado por 46,86% da população, e o metrô, por 8,06%. O carro é a escolha de 24,47%, enquanto 9,17% vão a pé, 2,14% de moto e 1,17% de bicicleta. Os dados são da Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (Pdad) de 2015, apresentada pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) na tarde desta terça-feira (1º).


    As informações da companhia também mostram um aumento de 26.083 habitantes em dois anos. A população estimada passou de 228.356 em 2013 para 254.439 em 2015. A taxa média de crescimento anual foi de 5,56% no período.

    Foi o maior percentual entre as outras sete localidades pesquisadas neste ano — Brazlândia (1,13%), Gama (2,54%), Paranoá (1,91%), Planaltina (1,08%), Recanto das Emas (2,24%), Santa Maria (0,97%) e Sobradinho (3,73%)
    Ainda de acordo com a Codeplan, em cinco anos Samambaia teve um acréscimo de 43 mil residentes. A pesquisa de 2015 apontou alguns motivos para a migração: acompanhamento de parentes, procura de trabalho e melhor acesso aos serviços de saúde. "No ano passado, o aumento pode ter sido de 10 mil habitantes, muita coisa se compararmos ao DF todo, que recebe 60 mil pessoas em um ano", disse o diretor de Estudos Urbanos e Ambientais, Aldo Paviani.
    Os nascidos em Brasília representam 51,82% dos moradores de Samambaia, e 48,18% vieram de outros estados, principalmente do Nordeste. A maioria da população é formada por mulheres: 51,13%. Ainda assim, os homens representam 74% dos responsáveis pelos domicílios.
    Quanto à faixa etária, 48,75% têm de 25 a 59 anos e 10,53% de 19 a 24 anos. Os idosos, acima de 60 anos, compõem 11,46% da população. Crianças e adolescentes até 14 anos totalizam 21,77%.
    Em relação ao local de trabalho, o estudo mostra que 30,87% dos habitantes atuam na própria região administrativa; 29,56% no Plano Piloto; 9,23% em Taguatinga e 30,34% de outros locais.
    Moradia
    Os habitantes de Samambaia preferem morar em casas — elas são 89,29% dos 68.565 domicílios urbanos. De acordo com o diretor de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas da Codeplan, Bruno de Oliveira Cruz, essa diferença tão grande é explicada pelo planejamento local de habitação.

    Samambaia nasceu em decorrência do Plano Estrutural de Organização Territorial, elaborado em 1978, que determinava ampliação de áreas urbanas em consequência do rápido crescimento populacional no DF e da demanda habitacional. O projeto foi elaborado em 1981 e começou a ser implantado no ano seguinte. Em 1988, foram construídas 3.381 casas financiadas e destinadas a famílias de baixa renda. Oficialmente, a região foi criada em 25 de outubro de 1989.
    Renda
    A renda domiciliar média apurada na pesquisa foi de R$ 3.368,49, e a per capita foi de R$ 914,61. Aqueles que recebem mais de dois a cinco salários mínimos representam 42,47%. Outros 21,64% ganham mais de cinco a dez salários mínimos.

    Apenas em 0,67% dos domicílios foram encontrados moradores que vivem com rendimentos acima de 20 salários mínimos. Com até um, são 10,35% das residências.
    Acesse a pesquisa completa.



    Por:Dayane Oliveira, da Agência Brasília (Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília)

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.