• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • terça-feira, 3 de novembro de 2015

    Comunidade tem acesso a práticas integrativas em Planaltina

    Além de distribuição de fitoterápicos, são promovidos atendimentos em grupo e individuais

    Acupuntura, práticas chinesas, homeopatia e fitoterapia (uso de plantas medicinais) são métodos alternativos oferecidos à população pelo Centro de Referência em Práticas Integrativas em Saúde (Cerpis), localizado em Planaltina. No local, onde foram feitos 32 mil atendimentos em 2014, existem canteiros com mais de 80 tipos de plantas medicinais. No mês de outubro, a unidade distribuiu mais de 300 mudas aos usuários.

    “Nossa proposta é que a comunidade passe a ter uma vida mais saudável, desenvolvendo o hábito de fazer esses exercícios diariamente e utilizando a fitoterapia para tratar dores”, destacou o gerente da unidade, Marcos Freire, ao garantir que a resposta das pessoas que participam é muito boa.

    Freire lembra que o Cerpis iniciou suas atividades em 1983, com o plantio do canteiro de plantas medicinais, que passou a ser frequentado pela população. Em razão do interesse pelas práticas integrativas, os atendimentos foram ampliados com a implantação da acupuntura e da homeopatia.

    “A partir desse período, também iniciamos um trabalho promovido em grupos de educação popular em saúde que ensina técnicas como a medicina chinesa. A aceitação e a participação das pessoas é muito grande”, reforçou.

    O gerente explica que muitos pacientes vão até a unidade atraídos pela acupuntura em razão de dores no corpo, mas acabam participando também de outras atividades. “Geralmente, iniciamos com atendimento coletivo, que inclui a automassagem, o tai chi chuan e lian gong”, disse, ao lembrar que após a alta da acupuntura, os interessados continuam nas aulas de exercícios em grupo.

    A unidade também recebe a visita de escolas das redes pública e privada, desde ensino fundamental até estudantes de doutorado para pesquisa com as práticas integrativas. Para agendar, o interessado pode ir diretamente até a unidade.

    Confira aqui as técnicas oferecidas:

    Tai chi chuan: são movimentos baseados na observação da natureza que auxiliam na flexibilização das articulações, promovendo maior consciência corporal sobre a respiração e a interação com a natureza.

    Lian Gong: É uma mistura de medicina oriental e chinesa. A pratica consiste em uma série de exercícios especiais para tratamento do pescoço, braços, coluna e pernas.

    Tikun - Exercícios como meditação, em que a mente acompanha os processos do corpo.

    Acupuntura: É um ramo da medicina tradicional chinesa que utiliza agulhas para perfurar pontos definidos no corpo, chamados de Pontos de acupuntura. Auxilia na redução da dor e melhoria da saúde.

    Homeopatia - Usa medicamentos oriundos dos reinos vegetal e mineral. O tratamento consiste em fornecer a um paciente uma preparação especial do medicamento específica para aquela pessoa, após a consulta prévia.

    Terapia antroposófica europeia - Preza pelo atendimento em grupo, para restabelecer a relação sadia do homem com o mundo, pois promove a atividade conjunta do pensar, sentir e querer.

    Fitoterapia – São promovidas terapias externas com uso de chás, entre eles, o do guaco para o sistema respiratório, gengibre para tratar da sinusite, repolho para tratar do joelho. Outras plantas são a alfavaca, para resfriado, e a espinheira santa, para dores do estômago. As plantas são distribuídas em mudas e também há a entrega do fitoterápico pronto.

    Serviço
    Centro de Práticas Integrativas de Planaltina
    Atendimento: 7h às 12h e das 13h às 18h, de segunda a sexta-feira
    Local: Ao lado do Hospital Regional de Planaltina


    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.