• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • domingo, 27 de dezembro de 2015

    #ASANORTE » Protesto contra rigidez da Lei do Silêncio

                        Manifestação reuniu 100 pessoas na 410 Norte: crítica à PM

    Cerca de 100 pessoas se reuniram na praça da 410 Norte, na tarde de ontem, para protestar contra a rigidez da Lei do Silêncio. Até o fechamento desta edição, a manifestação era pacífica e embalada por diversos estilos musicais.  O motivo do movimento foi uma ação da Polícia Militar na última quarta-feira. Segundo o grupo, após denúncia de uso e tráfico de drogas feita por moradores da quadra, os PMs estiveram no local, porém, não teriam encontrado entorpecentes. Ainda assim, levaram pessoas — inclusive adolescentes — para a 5ª Delegacia de Polícia (Zona Central) com base na lei.

    “A repressão demonstrou um descontrole evidente da PM. Não acharam drogas, e usaram a Lei do Silêncio como pretexto para levar as pessoas até a delegacia”, critica a  psicóloga Sheylane Brandão, 37 anos, organizadora do evento em uma rede social.

    Em nota, a Polícia Militar afirmou que não é contra nenhuma manifestação cultural, política ou reivindicatória. “Inclusive, a maioria desses eventos só ocorre graças ao auxílio prestado pela PM, que interdita vias, disponibiliza espaços públicos compatíveis para tais eventos e proporciona a segurança dos envolvidos”, informou.

    Revisão
    A principal reivindicação dos manifestantes é a aprovação do Projeto de Lei nº 445, de 2015, do deputado distrital Ricardo Vale (PT), que altera os limites de decibéis permitidos. Atualmente, o ruído pode chegar a, no máximo, 65 decibéis em ambientes externos durante o dia e 55dB durante a noite. O texto propõe que os limites sejam de 75dB no período diurno e 70dB no noturno.


    Por: Guilherme Pera – Correio Braziliense – Colaboraram Isa Stacciarini e Laura Tizzo – Foto: André Violatti/Esp./CB/D.A.Press

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.