• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

    Estudantes vivenciam a saúde pública do DF

    Por 10 dias, 55 estudantes visitarão unidades de saúde para entender o funcionamento do SUS

    Um grupo de 55 estudantes de graduação e cursos técnicos da área de saúde e de movimentos sociais iniciam, nesta segunda-feira (25), uma série de visitas a unidades de saúde pública do Distrito Federal. Eles fazem parte do programa Vivências e Estágio na Realidade do Sistema Único de Saúde (VER-SUS), que está em sua segunda edição em Brasília e reúne alunos de vários estados do Brasil.

    Para o estudante de enfermagem da Universidade de Brasília e coordenador da programação do VER-SUS no DF, Álisson César, essa é uma oportunidade de os jovens alunos conhecerem as características das regiões de saúde de Brasília e trocar experiências com estudantes de outros estados. “Isso proporciona o enriquecimento do debate e dos trabalhos”, frisa.

    Representando movimentos sociais, a estudante Adriana Silva pretende levar para os moradores de Planaltina, onde mora, a verdade sobre o SUS. “Muitas pessoas de lá, inclusive eu, têm mitos sobre o sistema. Muita gente acredita que ele não funciona, que todo mundo morre na fila esperando. Pretendo mudar essa visão”, destacou.

    RECEPÇÃO - No sábado (23), os alunos, que estão alojados na Escola Parque de Ceilândia, foram recepcionados pelo secretário de Saúde, Fábio Gondim, que deu a eles um panorama geral da Saúde Pública do DF e respondeu a perguntas dos estudantes.

    “Muita gente se esquece que para fazer a saúde andar, é preciso orçamento. Muitas vezes se tem boa vontade e ideias boas, mas falta o dinheiro para fazer. Mas estamos dando o nosso jeito, pois sei que dá para melhorar muita coisa com o que já temos hoje”, destacou Gondim.

    Ele frisou ainda que a gestão da saúde não deve ser feita apenas pelo secretário. “O secretário não consegue, sozinho, cuidar de 33 mil servidores. Ele precisa da ajuda dos gestores locais, do diretor do hospital, que vai, por exemplo, controlar a escala do médico, saber porque não foi trabalhar”, disse.

    PROJETO – Realizado em vários estados do país, o VER-SUS leva o estudante a diagnosticar e compreender qual é a função de cada uma das unidades de saúde e quais perspectivas e desafios existem. Também é uma forma de os participantes discutirem tudo aquilo que vivenciaram.

    Segundo Álisson César, os alunos foram divididos em seis grupos que estudarão quatro eixos: atenção primária, média e alta complexidade, saúde mental e especialidades em saúde. Durante os 10 dias de vivência, eles passarão por centros de saúde, clínicas da família, hospitais, Hemocentro, Consultório na Rua, Hospital da Crianças, Caps, Instituto de Saúde Mental, Farmácia Viva e Adolescentro.





    Foto/Ilustração: Blog - Google

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.