• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

    Brasília será palco das finais da Superliga feminina e masculina de vôlei

    Ginásio Nilson Nelson durante torneio de handebol em dezembro de 2015: problemas com goteiras

    As decisões feminina e masculina do principal torneio da modalidade serão disputadas em 3 e 10 de abril, respectivamente, no Ginásio Nilson Nelson

    Brasília será sede, pela primeira vez, das finais da Superliga Masculina e Feminina de vôlei. O Correio antecipou, nesta quinta-feira (18/2), a negociação entre a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) e a Secretaria de Esporte e Lazer do DF para que a cidade recebesse as decisões do principal torneio nacional da modalidade. Os jogos que definirão os campeões serão disputados em 3 de abril (o feminino) e 10 de abril (o masculino), no Ginásio Nilson Nelson.

    As finais serão decididas em partida única, como ocorre desde 2007/2008. Segundo a CBV, a capital federal foi escolhida por “ter um ginásio que oferece boa estrutura” e pela fama da cidade de contar com torcedores apaixonados pelo vôlei. Em 2013, quando Brasília sediou jogos da Liga Mundial, o público encheu o Ginásio Nilson Nelson.

    O Brasília Vôlei, time que representa o DF na Superliga Feminina há três anos, também atraiu bom número de espectadores nos dois confrontos que disputou no local, na temporada em que estreou na competição, em 2013/2014. Para a equipe da cidade voltar a atuar no Nilson Nelson, porém, a difícil missão será chegar à grande final — feito realizado na última edição do campeonato por Rio de Janeiro e Osasco, no feminino, e Sada Cruzeiro e Sesi-SP, no masculino.

    Problemas

    Apesar de a CBV citar a boa estrutura do Nilson Nelson como uma das justificativas para a escolha de Brasília, o histórico do local traz más recordações aos fãs de esporte da capital. Há menos de três meses, goteiras obrigaram os organizadores do Torneio Internacional de Handebol a cancelar o evento que serviria como preparação para o Mundial da modalidade, uma semana depois. Quatro seleções, entre elas a brasileira, acabaram prejudicadas pelo problema na época.

     

    Fonte:  Maíra Nunes – Foto: Breno Fortes/CB/D.A.Press – Correio Braziliense

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.