• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

    Celina Leão dá andamento à instalação de tv com canal aberto da CLDF

    Depois de negociações com a Câmara dos Deputados, sob a batuta do deputado Cleber Verde (PRB-MA), secretário de Comunicação da Câmara dos Deputados, que resultaram na assinatura de documento conjunto de demonstração de interesse pela televisão digital na CLDF, no ano passado, a deputada Celina Leão, presidente da Câmara Legislativa do DF, deu outro passo para a instalação da Tv Legislativa do DF.

    Nesta sexta-feira (12), Celina Leão recebeu o secretário executivo do Ministério das Comunicações, Francisco José Ibiapina, que esteve acompanhado pelo secretário de Serviços de Comunicação Eletrônica, Roberto Pinto Martins, e do coordenador geral de Avaliações e Outorga, Octavio Penna Pieranti. Como já havia assinado termo de demonstração de interesse pela tv digital, no ano passado, na Câmara dos Deputados, eles anunciaram que os próximos passos são técnicos: adquirir o equipamento e ter acesso a programação. Numa parceria com a Câmara dos Deputados, com os recursos de multiprogramação, a CLDF poderá ter, em breve, a sua programação em sinal aberto.

    "Brasília será a primeira capital do País a ter sua programação televisão totalmente transmitida pelo sinal digital."

    Segundo Francisco Ibiapina, o processo de instalação está numa fase em que, por meio de uma parceria que a Câmara federal vai desenvolver com a CLDF, será expandida a programação própria da Tv Legislativa, a fim de que possa alcançar a tv aberta. “Hoje, ela está restrita à tv por assinatura, via cabo. Mas, numa parceria com a Câmara dos Deputados, pretendemos que, por meio dos recursos de multiprogramação a CLDF possa levar a sua programação a todos os recantos do DF. E levar, não só as informações do poder Legislativo, mas também a prestação de serviços e campanhas informativas necessárias ao morador do DF”, adiantou o secretário executivo.

    De acordo os trâmites legais para que a Tv Legislativa aconteça no DF, Ibiapina diz que está em fase final de acertos técnicos. “Isto para que possamos pegar a programação que é produzida pela tv da CLDF e colocá-la à disposição da Câmara dos Deputados, para que ela possa ser retransmitida junto com sinal da Câmara Federal, mas em faixas de programação diferentes”. E completa: “é como se tivesse um canal exclusivo para a CLDF. Creio que nos próximos meses já consigamos vencer os detalhes técnicos necessários e possamos levar a todo o DF a programação da tv CLDF”, prevê.

    A agilidade para que o processo ocorra é fato, uma vez que a CLDF já produz uma programação na qual ela transmite, via tv web, suas atividades legislativas, a exemplo das sessões no Plenário e comissões, assim como e audiências públicas. “Isso vai gerar à CLDF apenas o trabalho de organizar isso dentro de um formato de uma grade de programação mais informativa, de cunho cultural e talvez possa incluir mais programas, de modo que formate uma grade que abranja uma programação mais completa”, avalia o secretário.

    A presidente disse ainda que CLDF tem recursos próprios destinados à publicidade, os quais poderão ser utilizados na veiculação de mensagens de cunho educativo, a exemplo da divulgação de campanha de prevenção contra a dengue e o zika vírus. "Nossos veículos de comunicação devem servir ao interesse da sociedade".

    O trabalho de montagem e execução da programação, segundo Celina, deverá ficar a cargo da UnB. “Será uma cooperação com a UnB, porque o custo ficou um terço do valor cobrado fora. E teremos um serviço de qualidade e uma extensão universitária, o que é muito bom, pois teremos oportunidade de ter a figura da UnB dentro da CLDF”, esclarece a parlamentar.

    A expansão da Rede Legislativa de TV Digital garantirá mais transparência e participação das televisões legislativas em sinal aberto. “É um trabalho de suma importância para o Brasil. Estamos num momento em que o poder Legislativo é reconhecido por equilibrar as relações com o Executivo, por isso é importante que possamos divulgar nosso trabalho na integralidade”, justifica Celina.

    Paralelamente ao processo, também segue o pedido da CLDF ter uma rádio FM com programação educativa, a partir de outubro, quando haverá em todo o País a migração dos sinais das rádios de AM para FM, com o fim da transmissão analógica da tevê, que passará a ser digital em todo o país, em outubro. "Temos muito interesse em colocar a tv e a rádio no ar o mais rápido possível", afirmou Celina.



    Fonte: Assessoria de Comunicação Celina Leão

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.