• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • domingo, 21 de fevereiro de 2016

    ​Força-tarefa de combate ao Aedes inspeciona quase 540 mil imóveis

    Mutirão conta com órgãos do GDF e militares do Corpo de Bombeiros, Exército, Marinha, Aeronáutica e Defesa Civil

    Desde o início dos trabalhos da força-tarefa de combate ao Aedes aegypti, em 14 de dezembro do ano passado, 602.506 imóveis já foram visitados. Destes, 538.196 puderam ser inspecionados. Nos demais, não tinha quem recebesse a equipe ou houve recusa por parte do morador.
    As inspeções contaram com agentes de vigilância ambiental da Secretaria de Saúde, militares do Corpo de Bombeiros, do Exército, da Marinha, Aeronáutica e Defesa Civil. A força-tarefa conta também com a parceria do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) que, juntos, já recolheram 30 mil toneladas de lixo e entulho em todo o DF.
    Fazem parte ainda da força a Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis), as administrações regionais, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), a Casa Civil, Emater, Secretaria de Agricultura, Secretaria de Educação e Cruz Vermelha.
    Semanalmente, este grupo se reúne para discutir as estratégias de combate ao Aedes aegypti, avaliando a situação epidêmica de todas as cidades. "Estamos com ações em todo o DF, mas priorizando as cidades com mais casos. Nosso trabalho não envolve apenas a eliminação dos possíveis focos do mosquito e das larvas encontradas, mas, principalmente, a conscientização da população. É necessário que todos façam a sua parte", destaca o chefe da Assessoria de Mobilização Institucional e Social para Prevenção de Endemias, Ailton Domício.
    DADOS – Até o último sábado (13), o DF registrou 1.912 casos de dengue confirmados em moradores do DF em 2016. Foram notificados, ainda, 249 casos confirmados da doença em moradores de outros estados que realizaram o diagnóstico no DF.

    As regiões administrativas de Brazlândia, São Sebastião, Ceilândia e Planaltina são as que apresentam maior número de casos, respondendo por 1.049 notificações, um percentual de 55% dos casos ocorridos.

    DENÚNCIAS – Quem quiser denunciar possíveis focos do mosquito pode fazer o contato com a Ouvidoria da Saúde, através do telefone 160, ou ligar diretamente no Núcleo de Vigilância Ambiental da cidade. Veja aqui a lista completa dos telefones.





    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.