• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

    #ImperdívelExposição: “Elifas Andreato, 50 anos” chega ao Museu Correios Brasília

    O público pode conferir alguns dos principais trabalhos elaborados pelo artista paranaense ao longo de meio século de carreira
    A exposição 'Elifas Andreato, 50 anos' ocupa o Museu Nacional dos Correios até o dia 3 de março. De terça a sexta, das 10h às 19h, e sábados e domingos, das 12h às 18h com entrada livre, o público pode conferir alguns dos principais trabalhos elaborados pelo artista paranaense ao longo de meio século de carreira, em uma trajetória que se liga à fase áurea da música popular brasileira, à luta contra o regime militar e pela afirmação da identidade cultural brasileira.
    A mostra, com curadoria de João Rocha Rodrigues, tem início com uma linha do tempo, que narra desde os primeiros trabalhos, realizados ainda nos tempos de operário, até as mais recentes produções, passando por alguns dos principais capítulos da história da música, do teatro e da política do Brasil.

    No campo musical, estão presentes trabalhos feitos para alguns nomes da MPB, como Elis Regina, Paulinho da Viola, Elis Regina, Martinho da Vila, Tom Zé, Chico Buarque, Adoniran Barbosa e Vinicius de Moraes.

    A exposição traz ainda um raro exemplar do "Livro Negro da Ditadura Militar", com capa assinada pelo artista, além de outras reproduções e objetos valiosos que ajudam a recontar a trajetória de Elias Adreato e seu compromisso com a cultura e a história do país.

    Elifas Andreato
    Com cinquenta anos de atividade como artista plástico, o também designer gráfico e ilustrador brasileiro é especialmente reconhecido como ilustrador de inúmeras capas de discos de vinil nos anos 70, incluindo grandes nomes da Música Popular Brasileira.





    Fonte: Catraca Livre

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.