• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

    Inaugurada subestação de energia que abastecerá todo o Noroeste

    Diretor de Distribuição da CEB, Mauro Martinelli e o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg em visita às instalações da Subestação Noroeste.

    "Unidade já atende cerca de 10 mil moradores nas dez quadras habitadas do setor residencial"

    A Subestação Noroeste, da CEB Distribuição — uma das sociedades anônimas vinculadas à Companhia Energética de Brasília (CEB) — vai abastecer as 20 quadras previstas para o setor residencial. Inaugurada nesta quinta-feira (4) pelo governador Rodrigo Rollemberg, a nova estrutura, no Lote B da Quadra AENW 2, substitui as duas unidades que atendiam cerca de 3 mil edificações locais, entre apartamentos e lojas.

    A nova estrutura foi planejada e construída para atender a população do bairro — nas dez quadras habitadas, há aproximadamente 10 mil moradores — e de áreas adjacentes, como o Setor Militar Urbano. "Moderna e eficiente, essa subestação vai elevar o padrão de qualidade no fornecimento de energia para os moradores da região", enfatizou o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg.
    A unidade Noroeste é a 39ª do Sistema de Distribuição da CEB. Outras quatro serão concluídas neste ano: Subestações Autarquias Norte, Contagem (em Sobradinho II), Vale do Amanhecer e PAD (em Planaltina). A do setor de Embaixadas Sul segue em construção.
    Com investimentos de R$ 28,438 milhões, vindos da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), a obra custou R$ 17,538 milhões. O restante da verba (R$ 10,9 milhões) serviu para construir 5 quilômetros de linhas de distribuição subterrâneas — interligando a subestação às unidades do Sudoeste (3,2 quilômetros) e de Brasília Norte (1,8 quilômetros) — e 24 circuitos alimentadores, que levam energia às unidades consumidoras do setor habitacional.
    De acordo com o diretor-presidente da CEB, Ari Joaquim da Silva, antes dessa unidade o Noroeste registrava 11 horas sem energia por ano. "A partir de agora a possibilidade de interrupção no fornecimento é quase nenhuma", garante. "O projeto desta unidade prevê o abastecimento de 40 a 50 mil moradores no futuro."
    Distribuição subterrânea
    A nova subestação recebe energia do Sistema Integrado Nacional, composto por Furnas e Corumbá III e IV, entre outras. De acordo com a CEB, a função dela não é só gerar energia, mas também distribuir e baixar o nível da tensão elétrica. No caso do Noroeste, de 138 quilovolts para 13,8 quilovolts. Para isso são usados dois transformadores. Se necessário, existe espaço para incluir um terceiro.

    Em caso de necessidade, a subestação poderá ser utilizada para suprir emergências ou manobras de rede em toda a região da Asa Norte e Setor de Grandes Áreas Norte. A rede de distribuição do Noroeste será subterrânea para atender aos requisitos urbanísticos de Brasília e proporcionar mais segurança no fornecimento do serviço.
    Iniciada em fevereiro de 2013, ela é parte do projeto de infraestrutura do bairro. Antes da conclusão da obra, o abastecimento de energia no local era feito pelas Subestações Brasília Norte, na Cidade Digital, e Subestação III, ao lado do Colégio Militar.
    O presidente da Terracap, Alexandre Navarro, ressalta que o governo de Brasília está atento às questões relacionadas à infraestrutura, não apenas no Setor Noroeste, mas em todo o Distrito Federal: “O foco é atender da melhor forma a comunidade brasiliense”. Além da distribuição de energia elétrica, a Terracap estuda a adequação gradual da iluminação pública, do abastecimento de água, do esgotamento sanitário, da drenagem pluvial e do sistema viário no setor habitacional.
    Investimentos
    O que precisava ser investido na subestação já foi concluído. A subestação já está terminada e quitada ao longo de 2014 e 2015. Há ainda R$ 41 milhões previstos para este ano. Além da distribuição de energia elétrica, a Terracap estuda a adequação gradual da iluminação pública, do abastecimento de água, do esgotamento sanitário, da drenagem pluvial e do sistema viário no setor habitacional.

    Durante a inauguração, o chefe do Executivo local anunciou a liberação de um empréstimo do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) da ordem de R$ 146 milhões para obras de infraestrutura viária na região do Torto e Colorado, próximo a Sobradinho. Outro empréstimo, na casa dos R$ 132 milhões, vindos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para modernização dos serviços oferecidos pela Secretaria Planejamento, Orçamento e Gestão e na Secretaria de Fazenda. "Esses valores fazem com que Brasília retome sua capacidade de investimento na qualidade dos serviços prestados ao cidadão", aponta o governador.
    "Participaram da solenidade o secretário-adjunto de Infraestrutura e Serviços Públicos, Maurício Canovas, e o deputado distrital Júlio César (PRB)."


    Por: Ádamo Araujo, da Agência Brasília - Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.