• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • sábado, 6 de fevereiro de 2016

    #POLÍTICA » Trocas de partidos agitam parlamentares

    Cristovam Buarque, do PDT, é disputado pelo PSB, de Rodrigo Rollemberg, e o PPS: projeto para ser candidato à Presidência da República

    A possibilidade de mudar de partido estimula as conversas entre senadores e deputados federais e distritais brasilienses, inclusive durante o carnaval. Caso seja aprovada a lei da janela partidária, as alterações influenciarão as eleições de 2018

    Entre 18 de fevereiro e 18 de março, todos os ocupantes de cargo eletivo poderão trocar de legenda sem perder o mandato. O anúncio feito pelo presidente do Senado Federal, Renan Calheiros, de que promulgará a lei da janela partidária movimentou os bastidores da política. No Distrito Federal, deputados e senadores insatisfeitos passaram a semana em articulação e entrarão o carnaval em negociação a fim de desembarcar em uma nova sigla, de olho em 2018.

    Dos senadores do DF, um deles, Hélio José, trocou o PSD pelo PMB no ano passado. Os outros dois, Cristovam Buarque e José Antônio Reguffe, estão de saída do PDT. O primeiro sonha em concorrer à Presidência da República, mas a preferência da legenda trabalhista pelo ex-governador do Ceará Ciro Gomes não lhe agrada. Além disso, o assédio ao ex-chefe do Executivo local está grande: o PPS ofereceu o partido para ele disputar o Palácio do Planalto, mas o PSB também se esforça para ter Cristovam.

    A ida do ex-governador do DF para o partido de Rodrigo Rollemberg foi tema de conversa entre os dois na última semana. No PSB, ele não teria a garantia de se candidatar ao cargo máximo do Executivo federal, mas a sigla está mais próxima de seus ideais por estar à esquerda, além de não compor a base do governo petista. Rollemberg é um dos maiores entusiastas da ideia, pois ganharia um apoiador de peso na disputa à reeleição, em 2018. Reguffe era outro sonho dos socialistas. Mas, como ele tem mais sete anos de mandato no Senado e alega não se identificar com nenhum projeto, deve ficar um tempo sem sigla.

    Legislativo
    A janela partidária tem dominado os assuntos nos corredores da Câmara Legislativa. Pelo menos quatro distritais estudam trocar de agremiação. Brigado com o presidente do PMDB-DF, Tadeu Filippelli, o parlamentar Robério Negreiros anunciou que deixará a sigla. Para onde ele vai, contudo, não está definido. Ele é próximo do distrital petebista Cristiano Araújo, mas a ida dele para o partido do colega não é certa, pois o PP é outro destino cogitado para Negreiros. Raimundo Ribeiro é alinhado ao projeto nacional do PSDB, mas a derrota interna que sofreu do deputado federal Izalci Lucas (PSDB) tornou sua permanência na sigla tucana praticamente insustentável.

    Luzia de Paula se elegeu para o Legislativo local pelo PEN e migrou para a Rede em 2015. Neste ano, ela pode trocar de partido mais uma vez: Luzia é a distrital mais próxima do GDF e avalia ir para o PSB. Com uma base aliada frágil na Câmara, Rodrigo Rollemberg vê com bons olhos a chegada da distrital. Liliane Roriz, herdeira política da família do ex-governador Joaquim Roriz, abandonará o PRTB devido à tensa relação com o presidente regional da legenda, o ex-senador Luiz Estevão. No fim do ano passado, a rorizista anunciou que seguirá para o PTB.

    Cláudio Abrantes é outro recém-filiado à Rede que sofre assédio do PSB. Ele tem afinidade com Rollemberg e é cotado para ser líder do governo na Câmara, mas deve continuar onde está. Os outros dois peemedebistas da Casa, Rafael Prudente e Wellington Luiz, votaram a favor da emenda da reeleição da Mesa Diretora da Casa, a contragosto da direção da legenda e podem deixar a sigla, mas nada está confirmado.

    Como o período de janela não ficaria restrito à cena distrital, a dança das cadeiras deve chegar à Câmara dos Deputados. Ligado a Filippelli, Rôney Nemer pode trocar o PMDB pelo PP — ele assumiria a presidência do partido. A medida seria uma estratégia do ex-vice-governador para ter outra legenda sob seu comando.

    Movimentações partidárias - Parlamentar - Cargo - Partido  atual -Possível

    *Cristovam Buarque Senador PDT PPS ou PSB
    *José Antônio Reguffe Senador PDT Deve ficar sem partido
    *Liliane Roriz Distrital PRTB PTB
    *Robério Negreiros Distrital PMDB PTB ou PP
    *Luzia de Paula Distrital Rede PSB
    *Rôney Nemer Deputado federal PMDB PP


    Fonte: Matheus Teixeira – Guilherme Pera – Foto: Bruno Pres/CB/D.A.Press – Correio Braziliense

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.