• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • sexta-feira, 11 de março de 2016

    Vencedores de concurso de arquitetura são anunciados no Palácio do Buriti

    Proposta que ficou em primeiro lugar será contratada para o projeto do Centro de Ensino Infantil no Riacho Fundo II

    O governador Rodrigo Rollemberg e o presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab), Gilson Paranhos, participaram do anúncio, na tarde desta sexta-feira (11), dos três vencedores do concurso público de projeto de arquitetura para o Centro de Ensino Infantil do Residencial Parque do Riacho, no Riacho Fundo II. É a primeira vez que o governo adota esse tipo de edital. A solenidade ocorreu no Salão Branco do Palácio do Buriti.
    A primeira colocada, Cinthia Duclerc Verçosa Nobre, de São Paulo, receberá R$ 50 mil de premiação, além de assinar posteriormente contrato com o órgão, por meio de pessoa jurídica indicada por ela, para dar início ao trabalho. O valor bruto do documento será de R$ 545.466,13.
    Uma ligação telefônica inusitada comunicou o resultado à vencedora: "Olá, Cinthia, aqui é o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, meus parabéns". Depois do momento de descontração e de breve explicação à premiada, o chefe do Executivo destacou a importância da modalidade de concurso público em projetos governamentais. "É inteligente colocar talentos do Brasil inteiro debruçados sobre uma ideia. Queremos ter as melhores soluções urbanísticas para Brasília", afirmou.
    Os vencedores em segundo lugar, Bernardo Richter, e em terceiro lugar, Martin Kaufer Goic, ambos de Curitiba, serão contemplados com R$ 20 mil e R$ 8 mil, respectivamente. O concurso recebeu 84 propostas de várias regiões, sendo que além dos responsáveis pelos projetos ainda há o trabalho de seis pessoas em média por equipe.
    Comissão
    As propostas foram avaliadas por comissão julgadora formada por três representantes da companhia, um da Secretaria de Educação, um da pasta de Gestão do Território e Habitação, um do Conselho de Arquitetura e Urbanismo e um do Instituto de Arquitetos do Brasil.

    Entre os critérios avaliados, foram considerados valorização da acessibilidade, soluções de conforto térmico e eficiência energética, economia e eficiência de manutenção. A proposta vencedora se destacou pela versatilidade e boa conexão entre as áreas verdes e os espaços cobertos.

    O presidente da Codhab, Gilson Paranhos, explicou que o concurso público é mais ágil do que outras modalidades: "Você já recebe um objeto em 3D, vê o que está comprando, o projeto já vem adiantado. Na licitação, por exemplo, são apresentados documentos e ideias por escrito". Além disso, ele pontua que a participação é baixa em processos licitatórios, com média de quatro empresas.
    Brasília
    Os representantes do governo local enfatizaram o simbolismo do concurso público de projetos de arquitetura para Brasília. "Foi nesse tipo de convocação que Lucio Costa ganhou para projetar a cidade. A Câmara Legislativa e a Ponte Juscelino Kubitschek também passaram por esse processo", pontuou o secretário de Gestão do Território e Habitação, Thiago de Andrade. Lucio Costa venceu, em 1957, o concurso nacional do Plano Piloto da nova capital do Brasil, promovido pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap).

    Também estiveram presentes na cerimônia os secretários de Gestão do Território e Habitação, Thiago de Andrade, e de Educação, Júlio Gregório Filho, o administrador do Riacho Fundo II, Francisco Vicemá Medeiros, o presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo, Haroldo Pinheiro, e o presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil, Matheus Seco.

    Veja a galeria de fotos: https://goo.gl/iWXQZW


    Fonte:Amanda Martimon, da Agência Brasília - Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.