• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • terça-feira, 22 de março de 2016

    Via-sacra de Planaltina - Disputa de terra no Capelinha - Mesmo assim, o evento está confirmado


    Boa parte das vestimentas e dos símbolos da apresentação, como a coroa de Cristo e os elmos dos soldados romanos, está pronta- 
    Os organizadores do grupo Via Sacra ao Vivo de Planaltina correm contra o tempo para garantir a apresentação durante a semana santa

    Batalha judicial e verba reduzida para a mais tradicional via-sacra do DF atrapalham a organização. Mesmo assim, o evento está confirmado

    Às vésperas da semana santa, quando ocorre a tradicional via-sacra de Planaltina, o Tribunal de Justiça do DF e dos Territórios (TJDFT) determinou a retirada de cercas de arame farpado do Morro da Capelinha e das áreas próximas. A decisão é para garantir a apresentação da maior encenação do Distrito Federal. Um trecho havia sido demarcado no ano passado por um homem que alega ser o dono do terreno de 77,1 hectares desde 1973. Porém, a Paróquia São Sebastião pediu a reintegração de posse para fazer o espetáculo.

    A igreja informou no processo que há 42 anos realiza o evento no local, sem qualquer impedimento. Durante vistoria da Defesa Civil no local, na última semana, ficou constatado que, aproximadamente, 9km do espaço destinado ao estacionamento e ao Posto de Comando Móvel da PM estava cercado, inviabilizando a realização da via-sacra. O juiz da Vara Cível de Planaltina determinou, portanto, a retirada do arame farpado.

    A ação foi movida pela paróquia contra o dono das terras vizinhas ao morro, conhecidas como Larga do Catingueiro. O local havia sido disputado judicialmente anteriormente. “Ainda que se reconheça que a posse da área cercada não pertence à autora, neste momento processual, é preciso primar pela proteção do patrimônio artístico e religioso referente à encenação da via-sacra, o que não causará qualquer prejuízo ao réu”, descreveu o magistrado na decisão.

    O TJDFT afirmou, ainda, que o juiz reconheceu estarem presentes no pedido os requisitos para conceder a tutela de urgência, ressaltando que “é de conhecimento público a encenação da via-sacra todos os anos no Morro da Capelinha e que o evento reúne milhares de pessoas”. A ação continua a tramitar na Justiça e ainda cabe recurso.

    Segundo a coordenadora-geral do grupo Via Sacra ao Vivo de Planaltina, Maira Franco, 36, pela primeira vez, em 43 anos, o espetáculo esteve ameaçado. “Nós estávamos apreensivos. Ainda que, depois do feriado, possam recorrer da decisão, esse é um evento histórico, cultural e religioso de grande importância. Para Planaltina, seria uma perda muito grande. Graças a Deus, conseguimos reverter a situação”, afirmou. A reportagem não localizou o advogado do dono do terreno.

    Economia
    Em meio às dificuldades e com a crise econômica, a verba concedida pelo governo para a realização do espetáculo foi reduzida em 50%. Segundo a Secretaria de Cultura, R$ 700 mil foram destinados para os organizadores do evento, por meio de um termo de fomento. Ainda de acordo a pasta, também foi feita uma descentralização orçamentária no valor de R$ 267 mil, para a Administração Regional de Planaltina, a fim de ajudar nos custeios com a luz.

    “No ano passado, a verba tinha sido reduzida em um terço e houve dificuldade para realizar tudo. Entendemos a situação do governo, que passa por uma crise, mas a gente briga sempre por uma verba maior para fazer um bonito evento”, explicou Maira.

    Os organizadores afirmaram que reduziram a infraestrutura. Além disso, as bandas católicas de renome nacional que costumavam fazer shows durante a encenação também não se apresentarão. “Neste ano, nós teremos shows de grupos locais. Mesmo com todas as dificuldades, vamos fazer uma via-sacra linda”, disse Maira. Além da verba do GDF, o grupo promoveu uma espécie de pedágio em sinaleiras das Rodoviárias do Plano Piloto e de Planaltina. Os responsáveis prometem cenários coloridos e muita emoção nas cenas, que representam os momentos finais da vida de Jesus Cristo. Em 2015, mais de 120 mil pessoas assistiram à dramatização.

    Programação de Planaltina
    Santa Ceia (quinta-feira)
    Encenação da última ceia de Jesus Cristo com os apóstolos (Santa Ceia)
    Onde: Estacionamento do Ginásio de Funções Múltiplas de Planaltina (ao lado da Administração Regional)
    Horário: às 19h

    Paixão de Cristo (sexta-feira)
    Encenação da Paixão e 
    Morte de Jesus Cristo 
    (via-crúcis)
    Onde: Morro da Capelinha, 
    em Planaltina
    Horário: às 15h

    Via-Sacra das Crianças (sábado)
    Encenação realizada 
    pelas crianças do grupo
    Onde: Estacionamento do Ginásio de Funções Múltiplas de Planaltina
    Horário: às 15h

    Vem Cantar Com Cristo (domingo)
    Shows com os grupos Banda Verbo, Amigos do Pai e Francimar Costa
    Onde: Estacionamento do Ginásio de Funções Múltiplas de Planaltina
    Horário: às 18h

    Entrada Franca


    Fonte: Nathália Cardim – Fotos: Ed Alves/CB/D.A.Press – Correio Braziliense

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.