• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • quarta-feira, 13 de abril de 2016

    DF quer imunizar 21 mil meninas contra o HPV

    Secretaria de Saúde promove sensibilização para aumentar a procura pela vacina

    A Secretaria de Saúde do Distrito Federal está promovendo uma sensibilização para aumentar a procura de meninas para tomar as doses de vacina contra o HPV. Cerca de 21 mil pessoas de 9 anos de idade devem ser imunizadas no DF. Desde janeiro deste ano, o sistema passou de três para duas doses, que devem ser tomadas em um intervalo de seis meses.

    Segundo a enfermeira Suzana Ilha, da Gerência de Vigilância Epidemiológica e Imunização da Secretaria de Saúde, a procura pela vacina tem sido baixa. "Ainda não temos dados de 2016, mas no ano passado, 36,2% do público alvo buscou a primeira dose. Para a segunda dose, foram 5,7% e na terceira, apenas 2%", destaca.

    O objetivo da pasta é imunizar as meninas de 9 anos de idade e aquelas entre 9 e 13 anos que não receberam a segunda e a terceira doses da vacina. O DF conta com 122 salas de vacinação e a família pode procurar uma delas em qualquer época do ano.

    "Pretendemos, em breve, firmar uma parceria com a Secretaria de Educação, para que os professores nos ajudem nessa sensibilização junto às crianças", diz Suzana Ilha.

    DOENÇA - A vacinação previne contra câncer do colo do útero, vulvar, vaginal e anal; lesões pré-cancerosas ou displásicas; verrugas genitais e infecções causadas pelo papiloma vírus humano (HPV), contribuindo na redução da incidência e da mortalidade por esta enfermidade.

    O HPV é um vírus transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do parto. Estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que 290 milhões de mulheres no mundo são portadoras da doença, sendo 70% infectadas pelos tipos 16 e 18, que são de alto risco para o desenvolvimento câncer do colo do útero.

    Estudos apontam que 265 mil mulheres, no mundo, morrem devido à doença. Neste ano, o Instituto Nacional do Câncer estima o surgimento de 16 mil novos casos e cerca de 5,4 mil óbitos em 2016.

    O Ministério da Saúde investiu R$ 1,1 bilhão para a compra de 32 milhões de doses nos últimos três anos. A vacina adotada pelo Ministério da Saúde é a quadrivalente que confere proteção contra quatro subtipos de HPV (6; 11; 16 e 18). Esta vacina é destinada exclusivamente à utilização preventiva e não tem efeito demonstrado nas infeções pré-existentes ou na doença clínica estabelecida.




    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.