• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • segunda-feira, 27 de junho de 2016

    #LEI - DER faz blitze para orientar motoristas do DF sobre farol baixo durante o dia

    Epia (DF-003), rodovia que passa pela Candangolândia, no Distrito Federal (Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília)

    Uso em rodovia será obrigatório a partir de 8 de julho e visa reduzir acidentes. Ele não pode ser substituído por farol de milha, farol de neblina ou farolete.

    O Departamento de Estradas de Rodagem começa nesta segunda-feira (27) uma campanha educativa para que motoristas deBrasília se habituem a usar o farol baixo durante o dia. A medida passará a ser obrigatória a partir de 8 de julho e tem como objetivo reduzir acidentes. Especialistas afirmam que o mecanismo permite que o veículo seja visto a uma distância de até três quilômetros por quem trafega no sentido contrário, além de facilitar a visão de pedestres, ciclistas e motociclistas.

    “Brasília tem uma característica diferente em relação aos estados brasileiros, pois as rodovias são permanentemente utilizadas em trajetos como casa, trabalho, escola e lazer”, diz o diretor-geral do DER-DF, Henrique Luduvice. Segundo ele, a dica é manter o farol baixo ligado durante todo o tempo. “Agora é lei. A determinação permitirá maior visibilidade dos veículos, principalmente daqueles de cor escura, que se confundem com o asfalto.”

    "Brasília tem uma característica diferente em relação aos estados brasileiros, pois as rodovias são permanentemente utilizadas em trajetos como casa, trabalho, escola e lazer. Agora é lei. A determinação permitirá maior visibilidade dos veículos, principalmente daqueles de cor escura, que se confundem com o asfalto"
    (Henrique Luduvice, diretor-geral do DER)

    EPVL (DF-087), rodovia que passa por Vicente Pires (Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília)

    O farol baixo não pode ser substituído por farol de milha, farol de neblina ou farolete. Atualmente, a exigência já vale para o período noturno, túneis, casos de chuva ou neblina e para motos e ônibus. De acordo com o DER, 50 mil panfletos serão distribuídos. As ações educativas serão feitas por meio de blitze nas principais rodovias que cortam a cidade e que são mais movimentadas no dia a dia.

    O foco estará nas pistas que cortam as regiões administrativas e que não são reconhecidas tão facilmente como rodovias pelos motoristas. Um exemplo é DF-075 (EPNB), muito usada por quem sai de Samambaia ou do Riacho Fundocom destino ao Plano Piloto, e a DF-051 (Estrada Parque Guará). O Eixo Rodoviário Norte e Sul (DF-002) e a Estrada Parque das Nações (DF-004) também se encaixam na lista.

    Além de blitze, o DER-DF terá agentes distribuindo material informativo em locais de grande circulação, como o Metrô e os postos do Na Hora. Cerca de 20 painéis eletrônicos da autarquia estão distribuídos desde 9 de junho nas vias do DF com informações sobre a obrigatoriedade de acender o farol baixo. Também serão divulgados anúncios publicitários em meios de comunicação.
    EPVP (DF-079), rodovia que passa pelo Park Way (Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília)

    Segundo Luduvice, a estimativa é que o departamento gerencie aproximadamente 2 mil quilômetros de rodovias no DF, entre vicinais (com ligação às áreas rurais) e distritais. O departamento lançou na quinta-feira (23) o Mapa Rodoviário do DF atualizado, que facilita o entendimento do público. Até 8 de julho, as ações educativas serão diárias.

    O descumprimento da nova legislação será considerado uma infração média. O motorista receberá multa de R$ 85,13 e perderá quatro pontos na carteira nacional de habilitação.



    Do G1 DF

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.