• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • domingo, 17 de julho de 2016

    Ex-alunas da #UnB oferecem serviço sofisticado de babás no DF

    As psicólogas Laís Melo e Lorena Menezes são sócias da Dim Dom Babysitters, que surgiu como um projeto universitário. Empresa conta com 22 funcionárias e já atendeu cerca de 80 famílias na capital

    Deixar os filhos em casa, principalmente em idade tenra, é preocupação constante para os pais. Os de primeira viagem, então, custam a confiar em outras pessoas para cuidar dos pequenos durante algumas horas. Pensando nisso, as psicólogas Laís Melo, brasiliense, e Lorena Menezes, carioca, ambas de 27 anos, iniciaram um projeto que sofisticou o mercado de babás no Distrito Federal.
    A ideia surgiu ainda nos tempos de Universidade de Brasília (UnB), em 2013. As amigas, que se formaram juntas, escolheram a psicologia justamente para poder trabalhar com crianças. Unindo o útil ao agradável, fundaram a Dim Dom Babysitters. “Queria atuar nessa área, mas não tinha vontade de trabalhar em escola, por exemplo. Pensei em algo diferente, que não existia aqui”, conta Laís.
    "Foi um momento em que eu estava bem desmotivada com o curso. Fiquei empolgada demais. A ideia começou como um projeto universitário. Não imaginávamos que chegaria até aqui."
    (Lorena Menezes, psicóloga e sócia da Dim Dom)

    A empresa começou com as duas. Hoje, conta com 22 pessoas, que já atenderam uma média de 80 famílias do DF. Para fazer parte da equipe, as babás passam por um treinamento teórico e são observadas pelas sócias em pelo menos três atendimentos.
    O sucesso de hoje, no entanto, foi conquistado com muito esforço. Não foi fácil ganhar a confiança da clientela – tanto dos pais quanto dos pequenos. Lorena lembra que uma menina de 7 anos relutou em aceitar o primeiro contato com as sitters. “Chegamos lá e ela estava aos prantos. Disse que seria a pior noite da vida dela. Mas brincou tanto que, quando o pai chegou em casa, disse que ainda não era hora”, relembra a psicóloga, com um sorriso no rosto.

    O orgulho das amigas fica claro ao falarem do diferencial do serviço. Além de cuidar dos pequenos no período em que os pais estão fora de casa, elas focam no desenvolvimento social da meninada. “Nos preocupamos muito em dar recursos para que eles possam se posicionar diante de situações que enfrentam no dia a dia. Fazemos muito disso por meio da brincadeira, trabalhando a autonomia da criança”, explica Laís.
    Em concordância, Lorena ressalta o respeito pelos clientes mirins: “Afinal, vendemos o produto para eles também. Não é só para os pais”.
    Lorena (esq.) e Laís (dir.) deram início à Dim Dom Babysitters ainda na faculdade
    Como funciona
    Na empresa, cada “tia” é conhecida por um bichinho. O tema está presente na logomarca da Dim Dom, ilustrada com um leão e um coelho – que representam Lorena e Laís, respectivamente. Os pais podem solicitar os serviços das babás por e-mail ou telefone, sempre com 48 horas de antecedência.
    Após a solicitação, a empresa dá um prazo de 24 horas para confirmar a disponibilidade do serviço, que pode ser estendido ao cuidado de mais de uma criança. “A ideia original era a de uma atividade pontual, para quando os pais precisassem sair. Mas, hoje, já fazemos o acompanhamento de algumas crianças com certa frequência”, relata Laís.
    Cada hora do serviço custa R$ 50. Caso o atendimento seja para duas crianças, a empresa cobra um adicional de 40% no valor de cada 60 minutos. As babás levam uma mala de brinquedos para a casa de cada cliente, com a qual trabalham o desenvolvimento motor e emocional dos pequenos.
    A maioria da clientela está na faixa dos 3 anos. No entanto, em casos específicos, já chegaram a atender pessoas de até 44. “É uma moça que tem síndrome de Down e os pais nos chamaram para fazer atividades lúdicas com ela. Já tivemos um outro, de 21 anos, que também precisava de assistência nesse sentido”, revelou Lorena. A criança mais jovem que a Dim Dom atende hoje tem 7 meses.
    Reconhecimento
    Na página da empresa, os clientes elogiam o serviço prestado. Pais de Juliana, de 3 anos, Kaska e Eduardo utilizam a Dim Dom desde 2014 e afirmam que o atendimento para a filha não poderia ser melhor. “As pessoas […] são capacitadas, prestam atenção à criança e às necessidades dela”, escreveram.

    “Para nós, a Dim Dom não é um serviço de babás, é um investimento no desenvolvimento da nossa filha, pois podemos contar com pessoas carinhosas, capacitadas e comprometidas, que cuidam e ensinam de maneira lúdica”, publicaram Lenise e Diogo, pais da pequena Alice, de 1 ano.
    Os planos para o futuro ainda estão em aberto. As sócias contam que a vontade é expandir o negócio também para outras áreas, com ideias como a Dimdosos, para idosos, e a Dim Dog, para cães. “Mas isso ainda nem foi para o papel. Está apenas no campo da imaginação”, concluiu Lorena.
    Serviço
    Os interessados podem entrar em contato com a Dim Dom pelo e-mail dimdombabysitters@gmail.com ou pelos telefones (61) 3702-2725 e (61) 98218-0856.


    Fonte: Caroline Bchara = Fotos: Rafaela Felicciano - Metrópoles

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.