• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • sexta-feira, 5 de agosto de 2016

    #OLIMPÍADAS - ROTEIRO TURÍSTICO EM BRASÍLIA

    Brasília, com sua arquitetura e urbanismo modernos, possui a maior área do mundo tombada como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. O projeto inicial da cidade foi concebido pelo urbanista Lúcio Costa e os principais edifícios projetados pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Sendo assim, há muitos monumentos e outras atrações para se visitar na capital. Por isso, elaboramos sugestões de passeios turísticos para serem feitos no período da manhã e à tarde na cidade.
    Manhã; Uma boa opção de turismo pela manhã é um passeio pelos monumentos da Esplanada dos Ministérios, projetados pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Partindo da Rodoviária do Plano Piloto, a primeira parada é o Museu Nacional Honestino Guimarães, na via S1, que recebe exposições de arte moderna e contemporânea. Visitação: de terça-feira a domingo, das 9h às 18h30.
     
    A pouco mais de 200 metros do museu, fica a Catedral Metropolitana de Brasília, uma das atrações mais visitadas da capital. Além da arquitetura, chamam a atenção o vitral de Marianne Peretti e as esculturas de anjos penduradas no teto, de Alfredo Ceschiatti. Visitação: segunda-feira: de 8h às 16h30; terça e sexta-feira das 10h30 às 18h; quarta, quinta, sábado e domingo das 8h às 18h.
    A próxima parada fica a cerca de um quilômetro da igreja, no sentido Praça dos Três poderes: o Palácio do Itamaraty. Sede da chancelaria brasileira, o local pode ser visitado em turmas de passeios guiados agendados na recepção. O visitante percorre o interior do palácio e pode conhecer um pouco da história do País por meio de objetos e obras de arte. O prédio está temporariamente fechado para visitação.
    Ao sair do Itamaraty, já é possível ver o edifício do Congresso Nacional, que pode ser visitado. Atrás da sede do Poder Legislativa fica a Praça dos Três Poderes, que também abriga o Palácio do Planalto, sede do Executivo, e o Supremo Tribunal Federal. É na praça que fica outro dos símbolos mais emblemáticos de Brasília: a escultura Os Guerreios, do artista Bruno Giorgi, mais conhecida como Dois Candangos.
    Na praça também está localizado o Centro Cultural Três Poderes, um conjunto de três monumentos: o Panteão da Pátria Tancredo Neves, Espaço Lúcio Costa e Museu Histórico de Brasília. O panteão foi criado para homenagear os heróis nacionais, ou seja, aqueles brasileiros que possuíram ideais de liberdade e democracia. Visitação: terça à domingo das 9h às 18h.
    O Museu Histórico de Brasília (Museu da Cidade) é o mais antigo da cidade e tem por objetivo preservar os trabalhos relativos à história da construção da capital, com exposição permanente com inscrições históricas, transcritas em braile e inglês. Visitação: de terça-feira a domingo das 9h às 18h.
    Já o Espaço Lúcio Costa é uma homenagem ao urbanista que projetou a cidade. É uma construção subterrânea que abriga no seu interior a Maquete de Brasília e uma galeria onde se encontram expostas cópias dos croquis e do Relatório do Plano Piloto. Visitação: terça à domingo das 9h às 18h.
    Voltando em direção à rodoviária, ainda é possível passar em frente ao Palácio da Justiça, na via N1, em frente ao Palácio do Itamaraty. Mais adiante, quase chegando ao terminal, fica o Teatro Nacional Cláudio Santoro, que exibe em suas fachadas laterais um imenso painel de cubos, do artista plástico Athos Bulcão.
    Após o almoço, outra dica é visitar os monumentos do Eixo Monumental, continuação da Esplanada dos Ministérios, acima da Rodoviária do Plano Piloto. As principais atrações são a Torre de TV, que conta também com uma feira e uma fonte luminosa; Planetário de Brasília; Praça do Buriti, onde fica o Palácio do Buriti, sede do governo local de Brasília; Memorial dos Povos Indígenas; Memorial JK; Praça do Cruzeiro e Catedral Militar Rainha da Paz.
    TardeDepois de conhecer as principais atrações de Brasília, na Esplanada dos Ministérios, é hora de continuar o passeio em outros locais amados pelos brasilienses. Caminhar no Parque da Cidade Sarah Kubitschek é muito agradável. O projeto arquitetônico é de Oscar Niemeyer, o paisagismo de Burle Marx e a área urbanística de Lúcio Costa. Ao visitar, é possível ver o parque de diversões, a ciclovia, os parques infantis, o lago com pedalinhos e caiaques, os bosques com churrasqueiras, o kartódromo e outras atrações. O parque tem diversas entradas, uma delas pelo Eixo Monumental, na altura da Torre de TV, e pode ser visitado diariamente.
    Após deixar o parque, o visitante pode conferir o Santuário Dom Bosco, na quadra 702, da Asa Sul. Ele é famoso pelos vitrais em tons de azul, que imitam o céu da capital e pelo lustre central, onde se equilibram 7.400 copos de vidro de Murano e 180 lâmpadas. O Santuário é considerado a sexta maravilha do Distrito Federal. Visitação: todos os dias, das 7h às 20h.
    Ainda na Asa Sul, o turista pode conhecer a Igrejinha Nossa Senhora de Fátima, na entrequadra da 307/308 Sul. Desenhada por Oscar Niemeyer, é famosa pelos azulejos de Athos Bulcão. A capela é a primeira construída em alvenaria nas quadras residenciais de Brasília e lembra o formato de um chapéu de noviça. Visitação: todos os dias, de 8h às 12h e de 13h às 19h.
    Na mesma região, estão as quadras 107, 108, 307 e 308 Sul, tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O local recebe turistas o ano inteiro e é uma verdadeira aula de arquitetura e urbanismo. Os visitantes vão poder ver prédios projetados por Oscar Niemeyer, jardins de Burle Marx, paredes de Athos Bulcão, o traçado de Lúcio Costa e os famosos cobogós nos blocos.
    A 308 sul é conhecida como “quadra modelo” por ser uma referência de como deveriam ser as superquadras de Brasília e é a única com projeto paisagístico assinado por Burle Marx, junto ao projeto urbanístico de Lúcio Costa. Lá os prédios têm pilotis, que permite a livre circulação de pedestres por baixo dos edifícios. Os espaços verdes predominam e existe uma infraestrutura para atender as necessidades de seus moradores.
    De volta à região central de Brasília no fim da tarde, o pôr-do-sol é outra atração para quem visita a cidade. Um bom lugar para assistir ao espetáculo do céu da capital é a Praça do Cruzeiro, ponto mais alto do Plano Piloto, que fica no Eixo Monumental, acima do Memorial JK.





    Agência Brasília - Fotos/Ilustração: Blog - Google

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.