• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • quarta-feira, 21 de setembro de 2016

    Catador de recicláveis devolve US$ 1,4 mil encontrados no lixo no DF - (Oportunidade de um novo trabalho foi dada)

    O catador João Rodrigues Cerqueira, que devolveu US$ 1,4 mil achados no lixo, no DF (Foto: Reprodução)

    Ele diz que, mesmo vivendo com dificuldade, não cogitou ficar com dinheiro. Dinheiro havia sido descartado por engano por cunhado de fonoaudiólogo.

    O catador de materiais recicláveis João Rodrigues Cerqueira devolveu nesta terça-feira (20) US$ 1,4 mil achados em meio ao lixo no Distrito Federal. O dinheiro havia sido descartado por engano por uma criança, que não sabia que ele estava dentro de um papel que encontrou enrolado no console do carro do fonoaudiólogo Bruno Temistocles. O homem havia comprado os dólares na última sexta por cerca de R$ 5 mil, para usá-los em uma viagem para a Europa.

    Depois de descobrir que a quantia havia sido perdida, Temistocles chegou a encontrar o caminhão responsável pela coleta e ir à cooperativa, que funciona na Estrutural, mas não encontrou o pacote. Mesmo assim, deixou o contato no local. Ele conta que ainda não acredita ter conseguido o dinheiro de volta. O descarte foi feito pelo cunhado dele, que tem 7 anos.

    “Na hora que ele [o catador] me ligou falando que tinha encontrado, nossa, eu fiquei muito feliz assim”, diz. “[Fui à cooperativa e] Comecei a procurar no desespero. Fiquei de umas 18h30 até 22h procurando e não consegui achar.”

    O catador afirma que, depois de saber que uma pessoa procurava dinheiro perdido, ficou mais atento ao trabalho. A surpresa aconteceu na manhã desta terça, quando ele encontrou o montante. Funcionário há seis meses da cooperativa, o jovem de 20 anos ganha R$ 600 por mês com o trabalho.

    Cerqueira mora na Chácara Santa Luzia, invasão que há anos cresce entre a Estrutural e o Parque Nacional de Brasília, com a mulher e a filha, de dez meses. Ele recebeu o apoio da família pela atitude. Oportunidade de um novo trabalho foi dada pelo próprio Bruno na empresa do pai dele.

    O catador e a mulher passam por dificuldades, mas o homem afirmou que mesmo assim não cogitou ficar com os dólares. “Esse dinheiro dava para pagar minhas contas, arrumar meu barraco, mas uma vez Deus vai abençoar”, declarou.



    Do G1 DF

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.