• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • terça-feira, 13 de setembro de 2016

    Gim Argello na mira: Léo Pinheiro depõe hoje ao juiz Sérgio Moro para tentar retomar a delação

                              Preso de novo, só resta a Léo Pinheiro insistir na delação

    O depoimento, nesta terça-feira (13), de Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, ao juiz Sergio Moro é aguardado com expectativa nos meios jurídicos: na primeira convocação, ele ficou em silêncio. Agora, deve falar o que sabe sobre a acusação de que deu propina para o ex-senador Gim Argello evitar que empreiteiros fossem investigados numa CPI.  É esperado que o juiz Moro não apenas ouça como também faça perguntas adicionais, sinalizando que tem disposição de ouvir o que Pinheiro tem a dizer sobre essa e várias outras denúncias que são investigadas na Operação Lava Jato.
    Há o entendimento de que Moro, ao prender Léo Pinheiro pela segunda vez, criou uma situação que deixaria evidente que uma delação do executivo não pode ser jogada no lixo. O executivo já se revelou disposto a entregar esquemas não apenas do PT e do PMDB como também do PSDB.
    DELAÇÃO SUSPENSA – A negociação da delação premiada de Pinheiro, no entanto, foi interrompida pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, sob o argumento de que seus termos vazaram para a imprensa.

    A decisão foi polêmica, já que praticamente todas as outras delações também vazaram sem que Janot tivesse, na maioria dos casos, qualquer reação.
    ***
    NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
     – O procurador Janot já se arrependeu da decisão e sinalizou que a suspensão das negociações do acordo de colaboração de Léo Pinheiro poderá ser revogada. Se o juiz Moro solicitar, Janot vai atender, prazerosamente(C.N.)




    Mônica Bergamo – Folha – Tribuna da Internet

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.