• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • sexta-feira, 14 de outubro de 2016

    Gim Argello "Ganhos políticos na igreja"


    Ganhos políticos na igreja
    A polêmica doação da empreiteira OAS à Igreja São Pedro, comandada pelo padre Moacir Anastácio, foi um dos elementos de prova que levaram o juiz Sérgio Moro a condenar o ex-senador Gim Argello a 19 anos de cadeia. O magistrado citou o pagamento de propina na forma de uma doação aparentemente lícita realizada à paróquia. “Ela oculta, na prática, uma transação criminosa e torna desnecessário qualquer desdobramento posterior, já que o agente político obtinha ganhos com sua promoção indevida nas festividades realizadas pela Paróquia São Pedro”, justificou Sérgio Moro.

    Alívio familiar
    A condenação de Gim Argello foi uma das maiores proferidas até agora pelo juiz Sérgio Moro. Apesar do duro golpe, pessoas próximas ao ex-senador acreditam que, pelo menos, Gim deve estar muito aliviado com a absolvição do filho, Jorge Afonso Argello Júnior. Ele temia que sua atuação levasse o jovem à cadeia. Moro avaliou que a falta de provas contra Júnior era “contundente”. “Consta que ele teria acompanhado o pai nas reuniões com os empreiteiros, mas se mantido à distância. Não há qualquer elemento material ou depoimento que permita conclusão segura de que ele teria ciência do esquema criminoso”, argumentou o magistrado.


    ***

    Por: Ana Maria Campos – Coluna “Eixo Capital” – Foto: Daniel Ferreira/CB/D.A.Press – Correio Braziliense

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.