• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • segunda-feira, 24 de outubro de 2016

    Recuperadas 95% das casas danificadas por temporal em Samambaia

    O governador Rollemberg foi à casa de Maria de Fátima Freitas, que recebeu telhas para reconstruir os estragos causados pelo temporal. Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

    Em visita à área atingida, nesta segunda-feira (24), governador Rodrigo Rollemberg acompanhou o andamento dos trabalhos de recuperação dos imóveis e equipamentos públicos

    A maior parte das casas afetadas pelo temporal que desabou em Samambaia, na madrugada de quinta-feira (20), já está com os telhados recompostos e as paredes erguidas, e, aos poucos, a comunidade retoma a rotina. Foi o que constatou o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, em visita à região administrativa nesta segunda-feira (24).

    O governador afirmou que a mobilização do socorro às vítimas, iniciada desde a primeira hora, se estenderá pelo tempo necessário. “Cerca de 870 servidores de diversos órgãos do governo estão trabalhando desde a madrugada do acidente”, observou.

    As ações para recuperar as estruturas e casas danificadas foram, segundo ele, tratadas com prioridade. “Naquele momento [do temporal], a Defesa Civil estava aqui com dezenas de homens e de mulheres — o Corpo de Bombeiros também — para que o apoio do governo pudesse vir imediatamente para as famílias atingidas.”
    "Cerca de 870 servidores de diversos órgãos do governo estão trabalhando desde a madrugada do acidente" - (Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília)

    Em sobrevoo à região, a Defesa Civil calculou que cerca 95% das 1.280 residências afetadas concluíram os reparos estruturais. Até o momento, o governo de Brasília distribuiu 4.025 telhas e 2.580 tijolos para as famílias em situação de vulnerabilidade social. Além disso, 14 das 17 escolas danificadas foram recuperadas.
    A reconstrução das estruturas destruídas na rede elétrica também foi concluída pela Companhia Energética de Brasília (CEB) ainda na sexta-feira (21). Ao todo, foram atingidas 21.551 unidades consumidoras. Na área da QR 419, cinco postes foram danificados com a força dos ventos.
    Em diversos pontos de Samambaia, houve registro de rompimento de cabos de alta e baixa tensão. A maior parte das ocorrências se concentrou nas QRs ímpares de 100 a 600.
    A Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) tem feito poda e retirada de árvores caídas. Também ergue muros danificados, coloca telhas e verifica a parte elétrica e hidráulica das escolas. Cerca de 1,9 mil estudantes seguem sem aula, em razão dos reparos em andamento no Centro de Atenção Integral à Criança (Caic) Ayrton Senna, e nas Escolas Classe 317 e 425 de Samambaia.
    As intervenções são executadas pela equipe de engenharia da Secretaria de Educação e se referem a conserto de telhas e forros, revisão elétrica e limpeza das unidades. O retorno das atividades escolares deve ocorrer após a conclusão dos reparos, para resguardar a segurança dos alunos. Os conteúdos serão repostos para que o aprendizado não fique prejudicado.
    Assistência à população continua
    Em quatro dias de trabalho intenso, o Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) de Samambaia, na QN 419, Área Especial 1, registrou 1.536 atendimentos. Trinta e cinco servidores da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos atuam na região.
    "O retorno das atividades nas escolas atingidas deve ocorrer após a conclusão dos reparos, para resguardar a segurança dos alunos. Os conteúdos serão repostos para que o aprendizado não fique prejudicado"

    O contingente de apoio aos atingidos pela chuva conta também com duas equipes de rua, que trabalham com a Defesa Civil no atendimento de idosos, pessoas com deficiência e mães que não têm com quem deixar os filhos.
    Até o momento, foram distribuídas 1.274 cestas básicas emergenciais a famílias em situação de vulnerabilidade social. Desse total, 615 vêm daSecretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, e, as demais, da Casa Civil, da Defesa Civil e de voluntários.
    Em relação ao auxílio emergencial de R$ 408, para cerca de 1,3 mil pessoas em situação de vulnerabilidade, os pedidos ainda passarão por análise de perfil socioeconômico.
    As doações recebidas por Maria de Fátima Freitas, de 45 anos, foram fundamentais para ela e a família enfrentarem os primeiros dias de reconstrução da residência após o temporal. “A equipe do governo não está nos deixando na mão”, conta.
    Ela recebeu duas cestas básicas — uma na quinta-feira (20) e, outra, no fim de semana — e telhas para refazer a cobertura da casa. “Também vi todo mundo sendo bem atendido lá no Creas”, afirma.
    Doações ainda são bem-vindas
    Além das telhas, o governo de Brasília forneceu 120 colchões e 120 sacos de cimento a moradores. As contribuições para a população atingida continuam bem-vindas. A Cruz Vermelha contribuiu com 5 mil telhas, na semana passada. No sábado, dois empresários doaram 7 toneladas de cimento para ajudar a recuperar as edificações.
    O Banco de Alimentos da Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa) contribuiu, na sexta-feira (21), com 1 tonelada de gêneros não perecíveis à Paróquia Nossa Senhora das Graças, que está engajada no socorro aos prejudicados pelo temporal.
    A ação integrada do governo para atendimento às vítimas do temporal é coordenada pela Secretaria da Cidades, com apoio do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, da Polícia Militar, da CEB, da Novacap, do SLU e da Administração Regional de Samambaia, além das secretarias do Trabalho e da Segurança Pública e da Paz Social.

    Galeria de Fotos: (  goo.gl/qD6YnX  )







    Agência Brasília

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.