• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

    Joe Valle e Filipppelli discutem regularização fundiária

            Depois da eleição da Câmara, Joe e Filippelli discutem regularização fundiária

    O presidente eleito da Câmara Legislativa, Joe Valle (PDT), esteve ontem no Palácio do Planalto para uma audiência com Tadeu Filippelli (PMDB). O tema foi a Medida Provisória, sob elaboração no Palácio do Planalto, que trata de regularização fundiária em todo o país. Filippelli concentra as propostas do DF para o tema. Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do DF, Joe levou um grupo de representantes do setor para apresentar sugestões sobre a regularização de áreas rurais. Foi o primeiro encontro dos dois políticos depois da eleição para a Presidência da Câmara. Filippelli costurou a retirada da candidatura de Wellington Luiz (PMDB) e o apoio a Joe. Integrantes do governo Rollemberg também estiveram na Presidência da República, com ideias para facilitar a legalização de condomínios. Uma legislação federal poderá reduzir obstáculos que se arrastam há décadas.

    Inteligência política
    O encontro entre o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) e o ex-vice-governador Tadeu Filippelli (PMDB), assessor especial do presidente Michel Temer, divulgado ontem pela coluna, é um indicativo de inteligência política. Filippelli esteve no Palácio do Buriti para discutir soluções para o DF a serem incluídas na Medida Provisória sobre regularização fundiária em gestação na Presidência da República. Os dois pré-candidatos ao Palácio do Buriti sabem que o tema interessa a mais de 500 mil pessoas na capital do país. Só o tempo dirá quem vai faturar mais politicamente.

    Novas regras para promoção na PM
    Além de regularização fundiária, o ex-vice-governador Tadeu Filippelli conversou nos últimos dias com Rodrigo Rollemberg sobre outra Medida Provisória a ser editada pelo presidente Michel Temer. Essa beneficia quase 15 mil praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do DF. O texto estabelece regras para a promoção a oficiais. A partir de agora, as vagas serão preenchidas meio a meio pelo critério de antiguidade e por concurso interno. A MP também permite que policiais militares com mais de 51 anos tenham ascensão funcional. Hoje isso só é permitido no Corpo de Bombeiros. “Estamos corrigindo uma injustiça”, explica Filippelli.
    Agora recebido no Buriti
    A relação de Rodrigo Rollemberg (PSB) com o deputado Wellington Luiz (PMDB) não era boa. Presidente da CPI da Saúde, o peemedebista é um dos deputados da oposição que mais incomodaram o governo em 2016. Na última terça-feira, no entanto, Wellington foi recebido pelo governador, na condição de vice-presidente da Câmara Legislativa, no Palácio do Buriti, ao lado de Joe Valle (PDT) e de Raimundo Ribeiro (PSDB), escolhido para o cargo de Terceiro secretário da Casa. A relação agora é institucional, alegaram os três deputados.

    Os ausentes
    Para aprender com o passado, o presidente eleito da Câmara Legislativa, Joe Valle, quer reunir todos os deputados que exerceram mandato desde a primeira legislatura. A ideia é dar um broche de livre acesso à Casa e convidá-los ao debate sobre os temas controversos que passarão pelo plenário nos próximos dois anos. Muitos vão topar a iniciativa. Mas três ex-distritais estarão impedidos de comparecer: Luiz Estevão, o mais votado da história, cumpre pena na Papuda pelos desvios do TRT de São Paulo. Ex-presidente da Câmara Legislativa, o ex-senador Gim Argello também está pagando pela condenação de 19 anos de prisão, por ter cobrado propina a empresários envolvidos no escândalo da Lava-Jato. Carlos Xavier é considerado foragido. Está condenado também a 19 anos de prisão pela morte de um adolescente.




    Por Ana Maria Campos – Coluna “Eixo Capital” – Foto: Carlos Vieira/CB/D.A.Press- Correio Braziliense 

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.