• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • sábado, 25 de fevereiro de 2017

    Acabou a privacidade - Clonagem e propina

    Acabou a privacidade
    Depois das escutas ambientais da Operação Drácon, baixou o terror entre políticos de Brasília. O temor é de que não exista mais privacidade para conversas, mesmo as mais republicanas. Todo mundo já andava receoso de ser gravado pelo interlocutor. Agora o risco, real, é de ser alvo de uma escuta dentro do próprio gabinete instalado pela Polícia Civil e pelo Ministério Público. No caso da Drácon, há 10 dias de gravações nos gabinetes de Celina Leão (PPS), Cristiano Araújo (PSD) e Júlio César (PRB). 

    Clonagem e propina
    Condenado por ter clonado o telefone celular do governador Rodrigo Rollemberg (PSB), Jefferson Rodrigues Filho prestou um depoimento com denúncias graves no gabinete da deputada Celina Leão (PDT). É o que indicam os áudios das escutas ambientais da Operação Drácon. Em conversa gravada pela distrital, ele fala em propinas e diz que trocou mensagens com Rollemberg. Ele ainda fala em ameaças sofridas. Celina enviou a denúncia ao diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello. 

    O dono da bola
    Pode até ser que o presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle (PDT), perca espaço na reforma do governo Rollemberg. Mas não deve ser tão grande a ponto de declarar um divórcio agora. Afinal, Joe, pelo cargo que exerce, controla a pauta legislativa.

    Organizações sociais fora da pauta
    No governo, já não há esperanças de aprovar o projeto que altera a legislação para atrair organizações sociais de outras unidades da federação para a gestão da saúde, pelo menos nos próximos dois anos, enquanto Joe Valle presidir a Câmara Legislativa. “Ele não vai nem colocar em pauta”, aposta um integrante do primeiro escalão.

    Os candidatos de Joe
    Joe Valle, tem dito em eventos que vai apoiar dois candidatos para as duas vagas ao Senado em 2018: Chico Leite (Rede) e Wasny de Roure (PT).
    Bases parecidas
    Candidato ao Senado, Chico Leite (Rede) discretamente comemora o desgaste do senador Cristovam Buarque (PPS-DF) com o eleitorado 

    Quatro anos de campanha pelo DF
    Se tem alguém que sabe aproveitar o cargo para se fazer conhecido é o vice-governador Renato Santana (PSD). Ele faz um trabalho de formiguinha, às vezes de bike, visitando o DF, desde o primeiro dia do mandato de Rodrigo Rollemberg (PSB). Ele vai a hospitais, postos de saúde, invasões e conversa com as pessoas. Ouve reivindicações, como a dificuldade de marcar uma consulta na rede pública, encaminha o pedido e depois telefona com a solução. Santana conta que, na noite do réveillon, chegou pouco antes da meia-noite na 12ª DP, em Taguatinga, de surpresa, para passar a virada. Ele se prepara para disputar as próximas eleições como candidato a uma vaga de deputado federal. Para esse projeto, deve ganhar um novo cargo na reforma do primeiro e do segundo escalões .


    Por Ana Maria Campos – Coluna “Eixo Capital – Fotos: Minervino Junior/CB/D.A.Press – Mercelo Ferreira/CB/D.A.Press – Arte Kleber Sales/CB/D.A.Press – Correio Braziliense

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.