• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • sábado, 11 de fevereiro de 2017

    Aula de educação no trânsito ensina pais sobre transportar alunos

    Detran-DF promove campanha de volta às aulas para orientar pais, alunos e educadores sobre como fazer, de forma correta, o embarque e o desembarque de passageiros em frente aos colégios
     Por Maíra Streit,  

    A mãe, impaciente, buzina para que o filho entre depressa no carro. O pai, atrasado, estaciona em local irregular. Os alunos correm para atravessar a rua, sem prestar muita atenção no trânsito. A hora da saída da escola é sempre um tumulto, mas é preciso estar atento às regras que garantem a segurança de todos.

    Pensando nisso, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran/DF) está promovendo campanha educativa na volta às aulas. As equipes distribuem folhetos e brindes, na porta dos colégios, orientando a comunidade sobre como fazer o embarque e o desembarque de passageiros de forma correta. Também abordam a questão do cinto de segurança, o uso de cadeirinhas e assentos de elevação, além dos riscos de utilizar o celular ao volante.

    As ações serão realizadas nas proximidades de colégios durante o mês de fevereiro para aproveitar o início do ano letivo. O foco da campanha é conscientizar não só crianças e adolescentes, mas também pais e condutores de transporte escolar. Por isso, tudo é feito no intervalo entre os períodos matutino e vespertino, quando aumenta o fluxo de carros e pedestres na região.

    O servidor do Detran-DF Donizete Costa, que atua nas atividades educativas, conta que a garotada se torna parceira e costuma corrigir pessoas da família quando elas cometem alguma infração.

    Ele diz que o objetivo do trabalho é evitar conflitos no trânsito e fazer com que os pequenos se tornem cidadãos mais conscientes.

    — É uma ação simples, porém traz resultados positivos. Nós percebemos na prática. Só de verem a gente, os pais  mudam o comportamento.

    Para reforçar a segurança, as faixas de pedestres também foram revitalizadas nas imediações de escolas em várias áreas do DF.

    O Super! acompanhou um dia da campanha no Colégio La Salle, na quadra 906 Sul, e conversou com alguns alunos. Antes, as visitas do Detran-DF já haviam sito feitas no Maristinha e no Leonardo da Vinci. Veja o que o pessoal achou da iniciativa e o que aprendeu sobre as atitudes necessárias para evitar acidentes.

    Fala aí!
    É bom para evitar acidentes. Acho importante. Ensina as pessoas a atravessarem a rua, prestarem atenção ao sinal vermelho e terem mais cuidado.
    (Gustavo Germano Rosa, 8 anos) 

    Isso ajuda na segurança de todas as pessoas. Algumas são mal-educadas e estressadas no trânsito. Eu sempre ando na faixa e me lembro de levantar a mão quando passo.
    (Lucas Carvalho, 12 anos)

    Para não ser atropelado, tem que olhar os carros antes de atravessar a rua. E tem que usar o cinto de segurança também.
    (Aline  Fonseca, 9 anos)

    Essa ação é legal, porque, quando estiverem crescidas, as crianças vão saber respeitar as placas e estarão mais protegidas e seguras.
    (Valentina de Melo Azevedo, 8 anos)

    Muita gente não sabe sobre isso e não está nem aí. Aprender é bom, porque, quando estiver maior, a criança terá mais consciência e vai respeitar o próximo.
    (Amanda Gonçalves, 12 anos)

    Sem segurança, os carros podem bater e as crianças podem se machucar, ficar feridas. O motorista precisa ir devagar, não beber e nem mexer no celular.
    (Matheus Alberto Balduíno, 10 anos)

    Calendários das próximas ações educativas do Detran

    13/02 — Módulo A
    (Plano Piloto)
    14/02 — Escola Classe Paranoá e EC 3, Setor Res. Leste Buritis I (Planaltina)
    15/02 — CMTN — Samdu Norte (Taguatinga)
    16/02 — Fundação Bradesco (Ceilândia)
    17/02 — Escola Classe 16 (Taguatinga)


    (*) Maíra Streit - Especial para o Correio Braziliense – Foto: Arthur Menescal- Esp/CB/D.A.Press 

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.