Dez! (Rua 10) de Vicente Pires - Blog do Chiquinho Dornas

NEWS

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Dez! (Rua 10) de Vicente Pires


Dez de Vicente Pires

O 10 é um algarismo clássico. Primeiro número formado com dois dígitos, simboliza coisas boas na educação. Todos os estudantes sonham com uma nota 10. Na religião, os 10 mandamentos apontam quais são as leis divinas. No corpo humano, representa a quantidade de dedos dos dois pés e das duas mãos. No futebol, o esporte mais popular do país, o craque do time carrega o 10 nas costas. É o caso de Pelé, Zizinho, Rivellino, Roberto Dinamite, Zico, Ronaldinho Gaúcho e tantos outros.

Em Vicente Pires, no entanto, tem um significado diferente. A Rua 10 tornou-se sinônimo da falência do Estado. As fortes enxurradas de outubro, novembro e dezembro abriram crateras e acabaram de vez com o asfalto ruim que existia no local. As duas faixas pavimentadas de outrora se resumem à meia-pista agora. O que restou é uma mescla de estrada esburacada com pedras pontiagudas.

Transitar pelos 4,6 quilômetros da Rua 10 exige muita paciência e atenção dos motoristas. É preciso desviar dos carros que vêm em sentido contrário afinal, todos tentam aproveitar o pouco asfalto existente. Não raro, ônibus e caminhões precisam parar em calçadas de lojas e chácaras para evitar uma colisão frontal. Caos é uma das palavras mais desgastadas da língua portuguesa, mas a desordem ali é tão grande que ela se encaixa como luva para definir o trânsito no local.

A gestão de Ibaneis Rocha chega hoje ao fim da sua segunda semana útil de trabalho. Até agora, medidas importantes pintaram, como o programa de revitalização de viadutos e o SOS DF, o carro-chefe dos primeiros dias do governo com ações emergenciais nas áreas de saúde, segurança, obras e educação. Há, no entanto, que se olhar para Vicente Pires. Não moro na região, pouco frequento o lugar, mas a Rua 10 deixa uma impressão ruim. Se os visitantes sentem-se incomodados, imagine os moradores. Medidas são urgentes naquela região. Além de refazer a pavimentação asfáltica da região, será necessário refazer as calçadas nas margens dos lotes e não entre a rua e o local de estacionamento.

O Distrito Federal apresenta demandas urgentes em várias áreas. A circulação urbana é uma delas. Vias estão esburacadas. Sorte que a chuva deu uma trégua. Caso contrário, a situação estaria ainda pior. Entre os povos antigos, um considerava o número 10 como amaldiçoado: os maias. Afinal, era vinculado ao deus da morte daquela civilização. Que tal promover o renascimento da Rua 10? Moradores e comerciantes vão agradecer.

Por Roberto Fonseca – Correio Braziliense - Foto: Metrópoles


Nenhum comentário:

Postar um comentário