• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

    #PREVISõES 2016 » Era de difíceis transformações

    Para especialistas, o ano deve ser regido pelo arcano eremita, que exigirá meditação mais profunda para a tomada de decisões. Os ciclos de mudanças devem continuar nas áreas política, religiosa e social e, no DF, haverá discussões profundas sobre ocupação de terra

    Nada mais simbólico no ano-novo que a esperança de renovação. Mesmo entre os céticos, o 1º de janeiro carrega uma ideia de recomeço. As previsões para 2016 têm essa marca. De acordo com o tarólogo Pierre Marcovicz, o arcano regente do próximo ano é “O eremita” e isso muda significativamente a tendência das atitudes externas, mas colabora com esse movimento de crescimento interior.

    “Se você aproveitou bem o ano do arcano ‘A força’ — 2015 —, a energia do arcano ‘O eremita’ dará continuidade ao projeto utilizando sua energia interior e possibilitando que você confie mais em suas conclusões”, garante. Segundo o especialista, os próximos meses exigirão uma meditação mais profunda sobre as decisões, principalmente para garantir maior confiança nas próprias escolhas. “Não deixe de escutar os outros, mas sempre tire suas conclusões por último”, diz.

    Para a astrologia, 2015 foi um ano difícil, que não finda à meia-noite do dia 31. “Os ciclos de mudanças que vimos acontecer nesse ano (que se encerra) ainda devem se manter até 2019. Vamos viver um período de calmaria, entre fevereiro e junho. Depois disso, o fundamentalismo volta a causar crises sérias no mundo”, garante o astrólogo Maurice Jacoel. Para ele, esse momento pode trazer uma falta de fé generalizada em um mundo melhor, o que deve ser combatido a partir de cada um.

    Transição
    “Há uma grande transição entre os planetas acontecendo, que causa mudanças profundas na questão política, social e religiosa. Ainda estamos caminhando para a tão falada era de aquário.” Para Jacoel, 2016 vai ser um ano de discussões sobre ocupação de terra em Brasília.

    O astrólogo garante que será preciso criar condições para essa apropriação não se tornar um problema ainda maior. “Outro ponto será a organização do poder em Brasília. O embate entre Câmara Legislativa, GDF e Poder Judiciário será muito mais intenso. Isso trará uma mudança profunda no projeto original da cidade e vai afetar a todos.”

    Ainda bem que a numerologia tem previsões que podem ajudar a fazer com que essas alterações sejam mais amenas. A numeróloga Hiléia Borba explica que o ano que vem será regido pelo 9 (obtido a partir da soma 2+0 1 6). “O 9 é o mais humanitário de todos os números. Ele traz evolução, desenvolvimento, filantropia, ausência de limites e exagero.” Seus aspectos, portanto, devem tocar toda a humanidade.

    Além disso, ele simboliza o fim de uma jornada, o que garante um período novo de transformações e desenvolvimento. “O 9 representa a facilidade de lidar com as diferenças e demonstra ausência de preconceitos. Por isso, tivemos um ano com tantas minorias levantando a voz, como nos casos de homofobia. Chega de preconceitos”, decreta a numeróloga.


    Fonte: Rafael Campos – Correio Braziliense 

    Um comentário:

    1. Regido pelo numero zero - 9 . noves fora = 0
      O eremita e o louco!

      ResponderExcluir

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.