• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • quinta-feira, 25 de agosto de 2016

    Governo lança programa com foco na melhoria do trânsito e da saúde

    Com o objetivo de reduzir o número de vítimas de acidentes de trânsito e de portadores de doenças crônicas, como hipertensão e diabetes, o governo lançou o Brasília Vida Segura. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília
    Brasília Vida Segura quer reduzir mortes e acidentes e diminuir o crescimento de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão O número de internações anuais na rede de saúde pública distrital é 280 mil, e não 280, como informado anteriormente.
    Com o objetivo de reduzir o número de vítimas de acidentes de trânsito e de portadores de doenças crônicas, como hipertensão e diabetes, o governo lançou oBrasília Vida Segura. O programa visa à diminuição dos índices por meio da integração das bases de dados entre órgãos e análise de perfis das vítimas nas regiões administrativas. Com isso, as informações geradas pelo Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) poderão ser compartilhadas com oDepartamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) e com aSecretaria de Saúde, por exemplo. Com base na análise, serão definidas as ações e campanhas específicas para cada problema. O Brasília Vida Segura é resultado do protocolo de intenções assinado em parceria com o Centro de Estudos de Liderança Pública (CLP).

    Os tipos de acidentes e os perfis de vítimas no trânsito vão ser mapeados

    A meta para o trânsito é reduzir anualmente em 70 o número de mortes nos próximos quatro anos, conforme prevê o acordo internacional para a Década da Segurança Viária, da Organização Mundial da Saúde (OMS). Para isso, a primeira etapa do programa prevê o mapeamento dos tipos de acidentes e perfis de vítimas de acordo com as regiões administrativas. “Em 2015, foram gastos R$ 18,7 milhões com internações na UTI [unidade de terapia intensiva] do Hospital de Base. A questão é um problema de saúde pública. Estamos falando de proteção de vidas, mas também de planejamento do Estado”, defendeu o secretário de Saúde, Humberto Fonseca.
    No caso da prevenção de doenças crônicas, o Brasília Vida Segura vai estimular a mudança de estilo de vida da população. Hoje, 60% das 280 mil internações anuais, na rede de saúde pública distrital, são relacionadas à diabetes, à hipertensão e ao consumo abusivo de álcool. A estatística pode ser reduzida por meio do incentivo à vida saudável. “A primeira linha de cuidados com a saúde é o autocuidado orientado. As pessoas são orientadas pelo Ministério da Saúde, pelo Estado e por suas famílias”, explicou o secretário de Saúde.

    Programa é parceria do governo de Brasília com a iniciativa privada

    O Brasília Vida Segura é uma parceria entre o governo de Brasília e a iniciativa privada, por meio da consultoria oferecida pelo Centro de Estudos de Liderança Pública (CLP). “Nós teremos grupos de consultores, que farão trabalhos de pesquisa, de identificação de gargalos e problemas, para definirmos as políticas para enfrentar esses problemas”, disse o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg. “O acompanhamento vem sendo feito desde o início da gestão, mas agora nós vamos intensificar as ações”, completou Rollemberg.
    O secretário de Mobilidade, Marcos Dantas, reforça essa cooperação como ferramenta de troca de experiências. “É possível o setor público propor novas práticas na gestão graças a parcerias com setores da iniciativa privada. O plano tem o objetivo de reduzir esses números alarmantes. Nós, gestores públicos, não podemos nos acomodar diante dessa realidade.”
    Também participaram do evento o secretário de Mobilidade, Marcos Dantas; o secretário adjunto de Mobilidade, Fábio Damasceno; o secretário de Saúde, Humberto Fonseca; o diretor-geral do DER-DF, Henrique Luduvice; o diretor doTransporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans), Léo Carlos Cruz; o presidente da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF), Marcelo Dourado; o secretário de Política Nacional de Transportes, do Ministério dos Transportes, Hebert Drummond; a deputada distrital Luzia de Paula (PSB); e a vice-presidente do CLP, Luana Tavares.
    Acesse apresentação do lançamento do programa Brasília Vida Segura (goo.gl/B33RzO ) - Galeria de Fotos: ( goo.gl/uIuGBx )




    Agência Brasília

    Entidades do DF pedem cassação de deputados distritais suspeitos de receber propina

                 Deputados da Câmara Legislativa reunidos (Foto: Alexandre Bastos/G1)
    Pedido precisa passar por Mesa Diretora, Corregedoria e Comissão de Ética. Cinco deputados são citados em esquema; Polícia Civil fez apreensões.
    Três entidades da sociedade civil registraram nesta quinta-feira (25) um pedido de cassação dos mandatos dos parlamentares envolvidos no suposto escândalo de pagamento de propinas na Câmara Legislativa do Distrito Federal. Os alvos são os deputados Celina Leão (PPS, presidente da Casa), Bispo Renato Andrade (PR), Júlio César (PRB), Raimundo Ribeiro (PPS) e Cristiano Araújo (PSD).

    Os pedidos de cassação foram elaborados pela União dos Auditores Federais de Controle Externo do Tribunal de Contas da União (Auditar), a organização não governamental Adote um Distrital e o Observatório Social de Brasilia. Pelo regimento da Câmara, o pedido precisa passar pela Mesa Diretora e pela Corregedoria antes de chegar à Comissão de Ética.

    De acordo com o grupo, a manutenção do mandato dos parlamentares constrange os eleitores e "corrói a credibilidade e confiança que os cidadãos têm nos seus representantes".

    "A CLDF precisa mostrar à população do Distrito Federal que tem um compromisso com a honestidade e com a transparência. Esse compromisso não pode ser um mero discurso. Há precedentes (inclusive menos graves), na própria Casa, para cassação do mandato. Não fazê-lo demonstra falta de vontade e conivência. Fazê-lo demonstrará à toda sociedade que essa Casa tem um compromisso com a ética e com a probidade e que não negociará sua imagem como instituição democrática em nome de interesses particulares."

    Segundo o coordenador da Adote um Distrital, Calebe Cerqueira, a entidade pede maior celeridade no julgamento do processo devido à "gravidade da situação". "A diferença com relação ao pedido de cassação do mandato de Liliane [Roriz], é que contra ela havia um processo judicial. Dessa vez, nos baseamos em processos e provas. Queremos celeridade devido a gravidade da situação. [Os parlamentares suspeitos de envolvimento no suposto esquema] são pessoas que não deveriam estar em hipótese alguma no parlamento. Se confirmada a denúncia, eles deveriam estar presos."

    Para o presidente da auditar, Paulo Martins, os parlamentares têm de prestar contas à sociedade. "A Justiça está fazendo o papel dela no âmbito criminal, mas os demais parlamentares precisam dar satisfação para quem os elegeu", declarou. "A gente entende que há indício suficiente para a abertura do processo. Se há indício suficiente para afastar a mesa, há motivo suficiente pra abertura do processo [de cassação]."
    Pedido para cassação do mantado da distrital Celina Leão (PPS) (Foto: Reprodução)

    Mesa afastada
    Na noite desta segunda-feira (22), o Tribunal de Justiça do Distrito Federal determinou o afastamento de toda a Mesa Diretora da Câmara Legislativa. A medida cautelar (ou seja, antes do julgamento do mérito) foi pedida pelo Ministério Público do DF, para apurar suspeitas de pagamento de propina que teriam beneficiado os deputados.

    A decisão é do desembargador Humberto Adjuto Ulhoa e vale até o fim das investigações. Foram afastados a presidente Celina Leão e os secretários Raimundo Ribeiro (PPS), Júlio César (PRB) e Bispo Renato Andrade (PR). A vice-presidente, Liliane Roriz (PTB), havia renunciado ao cargo.

    Com o afastamento, o recém-eleito vice-presidente Juarezão (PSB) deve coordenar os trabalhos até o fim do ano. Suplentes dos secretários, os distritais Lira (PHS), Agaciel Maia (PR) e Rodrigo Delmasso (PTN) assumem as vagas pelo mesmo período. Nesta terça, Celina informou que a composição antiga da Mesa Diretora deve recorrer da decisão judicial.

    Investigação
    A polícia apura denúncias da deputada Liliane Roriz (PTB) de que a presidente da Câmara, Celina Leão (PPS), articulou um esquema de pagamento de propina e desvio de recursos de emendas parlamentares que seriam usados para pagar contratos de gestão de UTIs.

    Além dos membros da Mesa Diretora, a operação deflagrada pela Polícia Civil nesta terça também investiga o deputado Cristiano Araújo (PSD), citado nos áudios; o servidor da Câmara Alexandre Braga Cerqueira, o ex-servidor Valério Neves Campos e o ex-presidente do Fundo de Saúde do DF Ricardo Cardoso. Todos foram intimados a depor.

    No total, foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão, 8 mandados de condução coercitiva e 4 de afastamento cautelar. As buscas foram feitas nos gabinetes parlamentares, na Presidência da Câmara e na residência das pessoas citadas. Segundo o Ministério Público, todos se apresentaram espontaneamente, dispensando o cumprimento da condução coercitiva.

    “As investigações são sigilosas. Elas vieram a conhecimento público antes do momento que julgávamos oportuno. Essa palavra é muito cara, porque o princípio mais importante da investigação é a oportunidade. Isso exigiu do MP e do Judiciário a tomada de medidas na manhã de hoje”, afirmou o promotor de Justiça do Grupo de Apoio ao Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Clayton Germano.

    A ação policial ocorre quase uma semana depois de a corporação apreender documentos e computadores no Palácio do Buriti, em uma investigação para apurar suspeitas de extorsão contra a presidente do sindicato dos servidores na Saúde (SindSaúde), Marli Rodrigues.

    Nos áudios feitos por Liliane, Celina fala sobre mudança de finalidade de uma emenda parlamentar que direcionou R$ 30 milhões da sobra orçamentária da Câmara a um grupo de seis empresas que prestam serviço de UTI. Segundo as denúncias, parte dos recursos foram repassados a deputados da Mesa Diretora.


    Gabriel Luiz e Alexandre Bastos - Do G1 DF

    Brasília sedia maior evento #Pet do ano

    Com entrada gratuita, Brasília Dog weekend traz as novidades do mercado para cães nos dia 26, 27 e 28 de agosto, no Minas Hall

    Brasília Dog Weekend fecha o último fim de semana de agosto (26 a 28/08) com várias novidades e atrações do mundo canino. O evento traz aos brasilienses lançamentos do setor pet para cães, além de apresentações, palestras e competições. Nesta 1ª edição, os organizadores esperam um público superior a 30 mil pessoas no Minas Hall (Setor de Clubes da L4 Norte). A entrada é gratuita.
    A estrutura do evento terá 3.000 m² de área ocupada com cerca de 40 expositores, três pistas para exposição de beleza canina e apresentações, área técnica para preparo dos animais e espaço para palestras. Haverá uma praça de alimentação para que toda a família passeie pela feira tranquilamente. Pode levar o cãozinho para visitar a feira, mas a entrada só é permitida com apresentação da carteira de vacinação em dia.

    O evento é organizado pelo Kennel Clube Brasília, instituição sem fins lucrativos e responsável por promover a cinofilia no DF. “A proposta do Brasília Dog Weekend é ser um grande evento não apenas de negócios, mas também de lazer para toda a família. O brasileiro é apaixonado por animais, principalmente cachorros. Somos a segunda nação com o maior número de cães e gatos e o DF se destaca nesse cenário por ter a maior relação animal por habitante do país”, explica Leonir Bampi, presidente do Kennel Clube de Brasília.

    Uma das atrações especiais, principalmente para as crianças, é uma apresentação vinda de Porto Alegre do especialista em adestramento Arthur Wollmann e seu cão Buddy. A dupla vai interpretar a história vivida em “Uma vida de cão”, de Charlie Chaplin. O show emocionante revive um clássico do cinema e mostra a amizade ente homem e cão.

    O treinamento de cães do Corpo de Bombeiros Militar, do Batalhão da Polícia Militar e do Pelotão de Guerra do Batalhão de Infantaria da Aeronáutica também são destaques da programação. Com apresentações de tirar o fôlego, a agility, atividade esportiva em que o dono conduz o cão por obstáculos, promete trazer bastante emoção.

    Ainda está incluído na programação exposição e premiação internacional de cães de raça em diferentes categorias. A feira oferecerá palestras com renomados especialistas para tirar dúvidas sobre saúde, nutrição, tecnologia e práticas de criação e adestramento. Para cada uma delas, serão oferecidas 80 vagas, gratuitas, preenchidas por ordem de chegada.

    “Preparamos três dias com atrações especiais ocorrendo todo o tempo para os aficionados por cães e com propostas que agradem toda a família”, ressalta Leonir. Confira a programação completa do evento no site: www.brasiliadogweekend.com.br

    PROGRAMAÇÃO

    Sexta-feira – 26/8
    9h as 18h -  Nacional da raça Australian Cattle Dog e exposições especializadas das raças American Sttafordshire Terrier, American Bully, Buldogue  Campeiro, Buldogue Francês, Bulldog Inglês e Golden Retriever.9h as 18h - Palestras gratuitas com assuntos variados

    Sábado – 27/8
    9h as 12h30 - Exposição internacional de cães de raças - 12h30 as 13h - Arthur Wollmann e Buddy representando Charlie Chaplin em “Uma Vida de Cão” - 13h as 14h - Agility e apresentações de cães de esporte e proteção civil, de cães de obediência, proteção e interação com o público do Pelotão de Guerra do Batalhão de Infantaria da Aeronáutica, dos cães de faro e proteção do BPCães da Polícia Militar e dos cães de resgate do Corpo de Bombeiros Militar - 14h as 17h - Exposição internacional de cães de raças - 17h as 18h - Agility e apresentações de cães de esporte e proteção civil - 9h as 18h - Palestras gratuitas com assuntos variados

    Domingo – 28/8
    9h as 12h30 - Exposição internacional de cães de raças - 12h30 as 13h - Arthur Wollmann e Buddy representando Charlie Chaplin em “Uma Vida de Cão” - 13h as 14h - Agility e apresentações de cães de esporte e proteção civil, de cães de obediência, proteção e interação com o público do Pelotão de Guerra do Batalhão de Infantaria da Aeronáutica, dos cães de faro e proteção do BPCães da Polícia Militar e dos cães de resgate do Corpo de Bombeiros Militar - 14h as 16h - Exposição internacional de cães de raças - 16h as 17h - Best in Show da exposição internacional de cães de raça (escolha do melhor cão do evento) - 17h as 18h - Agility e apresentações de cães de esporte e proteção civil - 9h as 18h - Palestras gratuitas com assuntos variados

    BRASÍLIA DOG WEEKEND - Data: 26, 27 e 28 de agosto de 2015 - Horário: das 9 às 18h - Local: Minas Hall (SCEN - L4 Norte) - Entrada: Gratuita - Classificação indicativa:Livre-Maiores - informações: www.brasiliadogweekend.com.br ou (61) 99976-0432 ou (61) 99903-5123 ou (61) 3328-1081




    Mônica Marques
    Assessora de Imprensa
    Prezz Comunicação

    quarta-feira, 24 de agosto de 2016

    Contribuintes têm mais uma semana para quitar débitos pelo Refis-N

    Mais de 29 mil pessoas físicas e jurídicas inseridas na dívida ativa do DF estão aptas a aderir ao programa

    Os contribuintes que devem taxas e multas não tributárias ao governo de Brasília têm até as 23h59 de 31 de agosto para aderir ao Programa de Incentivo de Regularização de Débitos Não Tributários (Refis-N), que oferece condições especiais para quem deseja negociar os débitos ou quitar a dívida à vista.

    Levantamento da Secretaria de Fazenda indica que o valor total das dívidas que podem ser negociadas pelo Refis-N é de R$ 1,031 bilhão. Mais de 29 mil pessoas físicas e jurídicas inseridas no cadastro da dívida ativa do DF estão aptas a aproveitar as condições do programa.

    Abrangência do Refis-N
    O Refis-N é voltado ao pagamento de pendências não tributárias, ou seja, exclui multas com o Departamento de Trânsito (Detran-DF), a Companhia Energética de Brasília (CEB) e a Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb).

    Também ficam de fora os débitos relacionados à compra de imóveis com a Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap), que tem programa próprio de negociação.

    Vantagens de aderir ao programa
    Quem pagar o valor devido à vista terá desconto de 99% nas multas e nos juros. Já aqueles que preferem o parcelamento precisam se atentar para a quantidade de parcelas, fixadas em até 120 vezes.

    Em relação ao valor da mensalidade, a parcela não deve ser inferior a R$ 50 para pessoas físicas e R$ 200 para jurídicas.

    Como pagar os débitos com o governo
    Os interessados devem acessar, preferencialmente, a página do Refis-N no portal da Secretaria de Fazenda. Quem não tem acesso à internet pode procurar uma das agências da Receita do DF ou os postos do Na Hora.







    Fonte: Agência Brasília 

    Lançamento do Plano Brasília Vida Segura

    O governo de Brasília lança na próxima quinta-feira (25) o Plano Brasília Vida Segura, que tem como objetivo reduzir o número de óbitos e feridos em acidentes de trânsito e identificar ações que promovam a melhoria da saúde da população.

    Plano será desenvolvido a partir da criação de um Comitê Gestor, composto por órgãos e entidades do Poder Executivo. Dessa forma, no prazo de até doze meses, deverá ser apresentado um conjunto de ações de curto, médio e longo prazo com foco na melhoria da saúde da população e na segurança viária, onde neste caso, o objetivo principal é reduzir pela metade as mortes por acidente de transporte terrestre até 2020, conforme meta estabelecida no plano “Década de Ações para Segurança Viária" de 2011-2020, lançado pela Organização das Nações Unidas (ONU).

    O estudo, que irá balizar o Plano e todas as ações do governo relacionadas ao assunto, será feito através de uma parceria do Executivo com a iniciativa privada, não havendo custos para o governo de Brasília. Durante o lançamento, o governador irá assinar decreto para instituir o Plano.

    Serviço: Lançamento do Plano Brasília Vida Segura  - Horário: 10 horasLocal: Salão Branco do Palácio do Buriti.




    Pai Cidadão realiza exames de DNA gratuitos

    Projeto da Defensoria auxilia a reintegração de famílias
    Na próxima quinta-feira (25), a Defensoria Pública do Distrito Federal vai realizar mais uma edição do projeto Pai Cidadão, que proporciona às crianças que não tem o nome do pai na certidão de nascimento, a oportunidade de realizar o exame de DNA de forma gratuita. O projeto oferece também orientação jurídica e apoio psicossocial aos assistidos. O evento será realizado, das 9h às 15h, na Praça do Cidadão da Câmara Legislativa do DF.
    Incluir o nome do pai no documento é o primeiro passo e tem extrema importância. E, o intuito maior é, com a comprovação da paternidade, promover a aproximação dos pais com seus filhos. “É importante o nome do pai na certidão até pra garantir direitos da criança, como a paternidade afetiva, o vinculo entre pai e filho e pensão alimentícia. E isso vai ter um significado até para as futuras gerações”, declara Camila Santos, psicóloga do Departamento de Atividade Psicossocial da Defensoria.
    Esta já é a terceira edição do projeto realizado pela Defensoria Pública. Em 2015, cerca de 100 exames foram realizados. Para participar do Pai Cidadão, basta levar a certidão de nascimento da pessoa da qual se pretende verificar a paternidade, o RG e o comprovante de residência da mãe e do suposto pai, além de cópias dos respectivos documentos.
    É indispensável que a mãe e o suposto pai estejam presentes e que comprovem não possuírem condições de arcar com os custos do exame. Além da realização dos testes, a população também poderá ter acesso à orientação jurídica de defensores públicos e psicossocial, com psicólogos e assistentes sociais. Se não for possível comparecer ao mutirão, a Defensoria Pública do Distrito Federal recebe os pedidos por meio do Departamento de Atividade Psicossocial, pelo telefone: (61) 2196-4376.

    SERVIÇO - DATA: 25/08/2016 - HORÁRIO: 9h às 15h - LOCAL: (Praça do Cidadão – Câmara Legislativa do Distrito Federal)



    Trânsito é alterado em Ceilândia para o Maior São João do Cerrado

    Vias em torno do Abadião têm mudança de sentido até segunda (29). Trezentos policiais reforçarão a segurança a partir desta quinta-feira (25)

    Ao contrário do que informou o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), na quinta-feira (25), a interdição ocorrerá às 14 horas, e não às 16 horas. O trecho permanecerá fechado até domingo.
    Por conta da décima edição do Maior São João do Cerrado, em Ceilândia, estão sendo feitas alterações no trânsito próximo ao Estádio Maria de Lourdes Abadia (Abadião) desde segunda-feira (22). De quinta-feira (25) a domingo (28), 300 policiais militares intensificarão a segurança na região.
    "A Via N1, na altura da QNN 12 teve o sentido duplicado pelo Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) às 14 horas de segunda-feira (22). A sinalização para fazer a duplicação deverá permanecer até o meio-dia da segunda-feira da próxima semana (29)."
    Na quinta (25) a interdição ocorrerá às 14 horas e seguirá fechado até domingo. Na sexta-feira (26) e no sábado (27), das 16 horas às 4 horas dos dias seguintes, e no domingo (28) — até às 3 horas de segunda-feira (29) —, uma faixa do sentido norte da Via N2 ficará fechada. Para a operação, o Detran-DF destacou uma empilhadeira, um guincho, 22 servidores e dez viaturas, além de 20 cercas, 50 cones, dez placas removíveis e cem tonéis.
    As QNNs 2, 4, 6, 18, 20 e 22 terão policiamento reforçado pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) durante os quatro dias. O 8º, o 10º e o 16º batalhões de Ceilândia, o Batalhão de Operações Especiais (Bope), o Regimento de Polícia Montada (Cavalaria) e a Ronda Ostensiva Tático Móvel (Rotam) fornecerão 300 policiais para manter a segurança. Eles contarão com 12 cavalos, 12 viaturas e um centro operacional móvel (ônibus que ficará estacionado ao lado do palco principal para atender as pessoas no evento).
    Atrações do Maior São João do Cerrado
    O Maior São João do Cerrado é uma festa que celebra a cultura popular brasileira e a presença dos nordestinos em Brasília. A área total, com 60 mil metros quadrados, terá barracas com comidas típicas, um parque de diversões e duas áreas de forró para receber as mais de 30 mil pessoas esperadas por dia. Além delas, o palco principal terá artistas como Alceu Valença, Cezar Menotti e Fabiano, Elba Ramalho, Gabriel Lenner, Geraldo Azevedo, Joelma, Michel Teló, Pedro Paulo & Matheus e Rick e Rangel. O evento tem apoio da Administração Regional de Ceilândia.



    Agência Brasília

    Sema e Novacap fazem convênio para construir centros de triagem

    BNDES vai destinar R$ 23 milhões para as obras. A realização é parte das medidas de erradicação do Lixão da Estrutural, meta do governo de Brasília

    A Secretaria de Meio Ambiente (Sema-DF), a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) e a Central de Cooperativas de Materiais Recicláveis do Distrito Federal e Entorno (Centcoop) assinaram nesta terça-feira (23) um convênio para licitação da construção de três centros de triagem de resíduos sólidos na Vila Estrutural. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) destinará R$ 23 milhões para as obras, como parte das medidas para erradicar o Lixão da Estrutural, meta do governo de Brasília.

    “É uma conquista dos catadores e uma resposta do governo para atender essa demanda, que é a implementação da lei de resíduos sólidos no Distrito Federal”, afirmou o secretário de Meio Ambiente, André Lima. Ele ressaltou que “a destinação efetiva dos resíduos recicláveis tem que ser para esses galpões, de forma a atender aos catadores, aos interesses socioambientais e promover a sustentabilidade do Distrito Federal”.

    O diretor-presidente da Novacap, Júlio Menegotto, participou do ato. Ele afirmou que a Novacap só tem a comemorar por sua contribuição para a realização do sonho dos catadores do Distrito Federal.

    Para a diretora-presidente da Centcoop, Aline Souza da Silva, a assinatura do convênio foi um grande avanço. “É um reconhecimento da nossa categoria”.

    Ronei Alves da Silva faz parte do Movimento Nacional de Catadores e concorda com Aline. Para ele, o acordo é uma grande conquista da categoria pelos 30 anos de luta. “Os catadores poderão ter melhores condições de trabalho”, ressaltou.

    A atividade deve gerar trabalho e renda para mais de mil catadores. O projeto inclui a capacitação dos catadores autônomos, com recursos da Secretaria Nacional de Economia Solidária (Senaes). Os centros de triagem servirão para receber o material da coleta seletiva e fazer o seu manejo. A assinatura ocorreu durante a reunião do Conselho de Meio Ambiente do Distrito Federal (Conam).

    Gestão de resíduos
    “Para que se tenha um sistema melhor, é preciso o envolvimento da sociedade ao separar o lixo orgânico e seco em um sistema de coleta diferenciado e um processo de triagem eficiente”, apontou Jorge Artur Oliveira, subsecretário de Resíduos Sólidos da Sema-DF. De acordo com a política Nacional de Resíduos, podem ir para o destino final apenas os rejeitos, materiais sem condições de reciclagem.

    A limpeza pública e o sistema de gestão de resíduos se dividem em três fases: coleta, tratamento e destino final. As novas centrais atuarão no tratamento, realizando a triagem, classificação, prensagem e comercialização dos resíduos secos, como papel, plástico, vidro, metais e outros.



    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.