• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • terça-feira, 26 de janeiro de 2016

    Secretário visita principais instalações de estocagem da Secretaria de Saúde

    Percurso começou pela Farmácia Central, passou pelo Almoxarifado e Núcleo de Medicamentos Básicos e Estratégicos

    Três das maiores instalações de armazenamento de insumos da Secretaria de Saúde - a Farmácia Central, o Almoxarifado e o Núcleo de Medicamentos Básicos e Estratégicos (Numeb) - foram visitadas, nesta terça-feira (26), pelo secretário Fábio Gondim. A finalidade foi verificar o funcionamento desses setores, principais responsáveis pelo abastecimento de remédios e insumos para as unidades de saúde pública do Distrito Federal.

    Inicialmente, o secretário citou que a pasta já adquiriu seis novos caminhões que devem chegar até abril para ajudar na distribuição dos itens em toda a rede, bem como enumerou a determinação de compra de novos aparelhos de ar-condicionado, leitores de código de barra e informatização do sistema para aumentar o controle dos estoques.

    "São três grandes instalações onde estocamos a maior parte dos insumos da Secretaria de Saúde. São centenas de milhões de reais comprados todos os anos e sabemos da grande importância e estratégia dessas áreas para o funcionamento da secretaria, que precisa dos insumos para funcionar", avaliou Gondim.

    PERCURSO - A visita foi iniciada pela Farmácia Central, onde há cerca de 80 tipos de remédios e mais de três mil tipos de materiais que são distribuídos para a rede hospitalar e Unidades de Pronto Atendimento (UPA). No local, Gondim passou por setores como estoque geral, câmara fria, órteses e próteses e laboratório.

    Ao dialogar com um dos servidores sobre a dificuldade em organizar manualmente os remédios por lote e data de validade, trabalho indispensável para evitar que medicamentos vençam antes de serem usados, Gondim citou diversas medidas focadas em redução de desperdício.

    "Nós estamos tomando medidas para informatizar e colocar leitores de selo para aumentar o controle dos estoques. Aqui são R$700 milhões de compras por ano e se reduzirmos o desperdício em 20%, a economia pode chegar a R$ 140 milhões em 12 meses", disse.

    Na área de material odontológico, a farmacêutica Ana Carolina Freire citou que o setor foi praticamente todo reabastecido. "Nosso setor, que têm maior facilidade por ser pequeno, também já conseguiu implantar o controle por lote e validade em 100% do estoque", relatou.

    No Almoxarifado Central, onde ficam armazenados itens como frascos, capotes, fraudas, mobília e equipamentos, a determinação foi substituir na rede aparelhos velhos por novos que estavam parados no local, entre eles, dois raios-x e cadeiras odontológicas. "Também é necessário retirar daqui todo esse estoque de formulários inutilizáveis para otimizar o uso desse espaço", afirmou o secretário.


    O chefe da pasta passou por último pelo Numeb. O local abriga aproximadamente 300 itens que abastecem postos e centros de saúde. A estrutura está em boas condições e precisa apenas de algumas prateleiras para reorganizar melhor os estoques.




    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.