• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • sábado, 23 de janeiro de 2016

    Senador Cristovam rebate declarações de Lupi

    Ausente nas convenções do diretório nacional do PDT, para onde migrou em 2005, após se desfiliar do PT, o senador Cristovam Buarque (DF) rebateu, ontem, as insinuações de despedida do presidente nacional da legenda, Carlos Lupi. “Ele era bonito até quando pulou a cerca ao sentir um cheiro de um ministério”, criticou. Na primeira cerimônia do partido, Lupi afirmou que “partido político é que nem igreja, a porta é aberta”, esclarecendo que os filiados são livres para entrarem e saírem quando desejarem. “Não exigimos atestados de bons antecedentes a ninguém que entra, nem fechamos a porta pra quem quiser sair. Disse e repito: siga seu caminho ‘que eu quero passar com a minha dor’, como diria o poeta Nelson Cavaquinho”, ironizou Lupi.

    Representando o Brasil num evento sobre educação no Senado do Chile, o senador voltou a criticar o posicionamento do partido de apoiar o atual governo. “Quando entrei no PDT, em 2005, entrei porque era um partido de oposição. Lupi (à época) deu declarações chamando o Lula (ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva) de corrupção. Em 2006, fui candidato a presidente e o PDT representava uma alternativa ao governo do PT. Só que, depois da campanha de 2006, Lupi imediatamente passou a considerar Lula”, afirmou Cristovam ao Correio, por telefone, do Chile. Após algumas tentativas de conseguir completar a ligação, devido a interferências, o senador alfinetou: “É o poder do Lupi, que controla o Ministério das Comunicações”, ironizou.


    Por: Naira Trindade – Correio Braziliense – Foto: Blog - Google

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.