• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • quinta-feira, 7 de abril de 2016

    Diabetes é tema do Dia Mundial da Saúde - (150 mil moradores da capital federal com o problema.)

    Estima-se que 150 mil moradores do DF com mais de 18 anos de idade tenham a doença

    Com o aumento do número de casos de diabetes no mundo, a doença foi o tema escolhido pela Organização Mundial da Saúde para ser discutido no Dia Mundial da Saúde, comemorado em 7 de abril. O objetivo é assegurar melhor vigilância e a prevenção do problema que até 2030 deverá ser a sétima causa de morte do mundo.
    Segundo dados do Ministério da Saúde, surgem 500 novos casos de diabetes, por dia, no Brasil. De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, 13 milhões de brasileiros têm a doença, o que representa 6,9% da população. No Distrito Federal, esse universo representa 6,6% das pessoas acima de 18 anos, ou seja, 150 mil moradores da capital federal com o problema.
    DOENÇA O Diabetes é uma doença crônica no qual o corpo não produz insulina ou não consegue emprega-la adequadamente. O tipo 2 é o mais comum e tem relação com histórico familiar e obesidade, e o tratamento inclui medicamentos e mudanças de hábitos de vida. Crianças e adolescentes também podem ter o problema, normalmente, o tipo 1, cujo tratamento é sempre com insulina.
    Entre as complicações, caso não haja acompanhamento adequado, estão a perda da visão, problemas nos rins – levando pacientes à hemodiálise- e doenças cardiovasculares.
    Um terceiro tipo é o diabetes gestacional, que acomete de 7% a 14% das grávidas. A dona de casa Alessandra de Jesus, 33 anos, teve o problema nas duas últimas gestações e hoje está na condição de pré-diabética. Ela fez acompanhamento do Hospital Regional de Taguatinga. "Precisei tomar medicamentos e mudar totalmente a alimentação. Meus filhos nasceram saudáveis", conta.

    TRATAMENTO - Não há cura para a doença. Apenas tratamento, que pode ser feito com medicamentos e mudanças de hábitos de vida. Na rede pública de saúde do DF, todos os centros de saúde fazem o acolhimento, acompanhamento de casos mais simples e encaminhamento para unidades de referência de pacientes mais graves.
    Todas as regiões de saúde têm atendimento para pessoas com casos mais graves de diabetes. Segundo a coordenadora de Diabetes da Secretaria de Saúde, Eliziane Leite, são unidades de referência o Hospital Dia e os hospitais regionais de Taguatinga, Ceilândia, Gama, Asa Norte, Sobradinho e Santa Maria.
    O Hospital Dia, na 509 Sul, é o posto avançado de Diabetes da rede. Por lá, cerca de 800 pacientes fazem acompanhamento, seja em consultas individuais ou reuniões divididas por tipo de diabetes e faixa etária. O local conta com quatro endocrinologistas, três enfermeiras, uma nutricionista e dois técnicos de enfermagem, oferecendo tratamento multiprofissional.
    "Nos encontros dos grupos, há trocas de experiências entre os pacientes e orientações bem específicas, como por exemplo, a contagem de carboidratos para que o paciente aprenda a avaliar quanto vai precisar de insulina após comer", explica a endocrinologista responsável pelo atendimento na unidade, Michele Borba.

    PROGRAMAÇÃO Para celebrar o Dia Mundial da Saúde, a Secretaria de Saúde preparou atividades na Praça do Relógio, na Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências e Saúde (Fepecs) e no Centro de Referência em Práticas Integrativas em Saúde, nesta quinta-feira (7). Confira:

    Local: Praça do Relógio (Taguatinga)
    Horário: 8h às 17h
    Programação: Aferição de pressão; dosagem de glicemia; educação em saúde (tabagismo, dst, tuberculose e hanseníase); orientação e distribuição de kits de higiene bucal; informações com fisioterapeutas, fonoaudiólogos e terapeuta ocupacional; orientações sobre drogas, álcool e transtornos.

    Local: Tenda da Cerpis
    Horário: 8h às 10h30
    Programação: Automassagem; meditação e dança circular; alimentação saudável com lanche compartilhado (levar fruta e caneca); desenvolvimento sustentável.

    Local: Fepecs
    Horário: 14h30 às 17h45
    Programação: Discussão do Grupo Condutor Central da Rede Cegonha do DF e a Comissão de Saúde Perinatal do DF sobre a Lei Federal 11.108



    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.