• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • terça-feira, 23 de agosto de 2016

    #CLDF: "Quem votou neles foi você" - - (Grampos revelam a face oculta de autoridades)

    Grampos revelam a face oculta de autoridades brasileiras. Fossem gravadas e disponibilizadas para o público em geral as chamadas conversas ao pé do ouvido dos políticos desse país, a maioria de nossos representantes estaria no rumo certo para a cassação do mandato e para a condenação pela Justiça. O que as variadas gravações secretas dos políticos têm, reiteradamente, demonstrado ao longo do tempo é que, de fato, não conhecemos nem um pouco os nossos representantes nem suas ideias.

    No caso das recentes gravações de conversas divulgadas entre a presidente da Câmara Legislativa, Celina Leão e a vice, Liliane Roriz, o que chama a atenção, logo de saída, é que os brasilienses de bem, que sempre se posicionaram contrários a emancipação política da capital, têm razões de sobra para essa luta.

    O aparato burocrático de representação política, facilitado pela Constituição de 1988, e arrancado a fórceps da lei para a capital do país, vem, ao longo dos anos e a cada novo escândalo demonstrando não só a inutilidade e a ineficácia desse modelo, como os sérios prejuízos para o para o contribuinte, obrigado a bancar esse circo inútil e de péssima qualidade produtiva.

    A cada novo episódio mal explicado, fica a certeza de que o atual modelo é danoso para a cidade e para a maioria da população. Visto por sua face crua, revelada pelos seguidos casos de grampos, fica constatado que grande parte dos deputados distritais não representa ninguém, além de si e de seus interesses inconfessáveis. A sanha pela obtenção de vantagens de toda ordem, mesmo flagrantemente ilícitas, aparece nas mais diversas legendas, variando apenas no quantitativo de acordo com o poder momentâneo de cada uma.

    Também as constantes desavenças entre o Legislativo e o Executivo local, tão prejudiciais à população, obedecem e são movidas por motivos pouco republicanos, orientadas pelas disputas de poder pessoal. Nos diálogos, sempre captados à sorrelfa, ficam demonstrados, além do baixo nível e da mediocridade moral dos eleitos, que a formação de currais eleitorais aos moldes do século passado ainda são uma realidade presente e nefasta entre nós.

    ***

    A frase que não foi pronunciada
    “Ué, caixa 2 ainda existe? Pensei que a versão 2016 tivesse sofrido um upgrade para Caixa 5”
    (Ministro recém-chegado no Brasil, depois de 15 anos fora, horrorizado com as notícias.)


    Por: Circe Cunha – Coluna “Visto, lido e ouvido” – Ari Cunha - Correio Braziliense - Foto/Ilustração: Blog - Google

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.