• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • quinta-feira, 29 de setembro de 2016

    SÍRIO-LIBANÊS INAUGURA SUA PRIMEIRA UNIDADE DIAGNÓSTICA EM BRASÍLIA

    Instituição amplia presença na Capital Federal, com o oferecimento de exames laboratoriais e de imagem

    Após cinco anos de atuação em Brasília, com duas unidades destinadas às áreas de oncologia clínica e radioterapia, o Hospital Sírio-Libanês expande sua atuação na capital federal, agora na área diagnóstica. No dia 30 de setembro, a instituição inaugura oficialmente o Centro de Diagnósticos – Unidade Brasília, localizado na L2 SUL.
    Com estrutura ampla, equipe especializada e os equipamentos mais avançados do País, a nova unidade tem capacidade para atender aproximadamente 6 mil pacientes por mês – ou cerca de 40 mil exames por mês – e conta com o que há de mais moderno em tecnologia diagnóstica. Oferece desde exames laboratoriais até serviços como PET/CT, tomossíntese (mamografia 3D), ressonância magnética, biópsias e tratamentos guiados por imagem, que podem ser realizados em regime ambulatorial, sem necessidade de internação.  

    O Centro de Diagnósticos ocupa uma área de 1.250 m², em um único pavimento térreo, o que permite maior mobilidade e acessibilidade aos pacientes. “Conseguimos unir a melhor tecnologia disponível a uma equipe médica altamente qualificada e especializada. Na área de ressonância, por exemplo, contamos com um equipamento que proporciona exames mais rápidos e de qualidade de imagem superior, o que torna o diagnóstico mais preciso”, explica o coordenador médico da unidade, Dr. Edgar Franco Neto.

    Outro destaque da unidade é o PET/CT, que permite avaliar alterações metabólicas do organismo, essencial, por exemplo, para detecção precoce de tumores e doenças neurológicas.

    A área de emissão e armazenamento de laudos e resultados, por sua vez, utiliza uma solução de última geração que permite, tanto aos pacientes como aos médicos, acesso aos dados pela Internet, inclusive via aplicativo de celular. A plataforma online mostra, com alta qualidade, todos os laudos e exames armazenados, inclusive imagens de tomografia e ressonância. Os médicos podem utilizar a plataforma para solicitação de segundas opiniões e discussões multidisciplinares. Achados críticos poderão ser comunicados imediatamente, via SMS ou e-mail, ao profissional solicitante.

    “Consolidamos nossos serviços em Brasília nos últimos cinco anos, em um trabalho realizado em parceria com os profissionais e a comunidade local. Nosso objetivo é continuar contribuindo para o desenvolvimento da saúde no Distrito Federal, como forma de retribuir a excelente receptividade que sempre tivemos”, afirma o CEO do Hospital Sírio-Libanês, Paulo Chapchap.

    Histórico da atuação em Brasília
    Em 2016, Brasília foi um dos grandes focos de investimento do Hospital Sírio-Libanês. Neste ano, os investimentos locais realizados pela instituição somam R$ 40 milhões, se forem considerados a nova unidade diagnóstica (R$ 25 milhões) e a ampliação do serviço de radioterapia, com a instalação do acelerador linear TrueBeam STX, inaugurado em junho (R$ 15 milhões). As duas unidades oncológicas e o Centro de Diagnósticos, inaugurado agora, somam mais de 200 empregos diretos, entre médicos, enfermeiros, técnicos, pessoal administrativo e apoio.

    Brasília continua sendo a única cidade a receber uma operação do Hospital Sírio-Libanês fora de São Paulo. A instituição inaugurou seu primeiro Centro de Oncologia, em 2011, na L2 Sul, oferecendo consultas médicas, sessões de quimioterapia e aplicações de medicamentos não-quimioterápicos. Em agosto de 2013, os atendimentos foram ampliados, com o início dos serviços de radioterapia.

    Em novembro de 2014, o Centro de Oncologia do Hospital Sírio-Libanês – Unidade Brasília, atingiu sua capacidade máxima de funcionamento. Com a receptividade da população e as parcerias com os profissionais locais, a atuação na capital federal cresceu e levou à abertura de uma segunda unidade localizada no Lago Sul e da ampliação do serviço de radioterapia em 2016.

    Em cinco anos, as duas unidades oncológicas juntas foram responsáveis por mais de 76 mil atendimentos, dos quais 21.163 consultas e 1.130 tratamentos de radioterapia.

    Saúde Pública
    Trazendo para Brasília o seu comprometimento com a saúde pública, uma das marcas de sua atuação, o Hospital Sírio-Libanês tem desenvolvido uma série de outras ações em benefício da população do Distrito Federal. Desde setembro de 2014, 25 pacientes encaminhados pelo Hospital da Criança de Brasília José de Alencar receberam tratamento radioterápico na unidade da L2 Sul, a partir de uma parceria firmada entre as duas instituições.

    Em outro acordo estabelecido com o Governo do Distrito Federal, 100 pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) que necessitavam de radioterapia foram atendidos de forma totalmente gratuita na mesma unidade. A triagem foi feita pela Central de Regulação de Internação da Secretaria de Saúde, a partir de critérios técnicos.

    Até 2017, outros 100 pacientes serão atendidos da mesma forma, por meio de recursos do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi-SUS), mantido em parceria com o Ministério da Saúde.

    Centro de Diagnósticos – Unidade Brasília

    Localização:
    L2 SUL

    Telefone / Agendamentos:

    (61) 3044.8888
    Investimento:

    R$ 25 milhões
    Área construída:

    1.250 metros quadrados
    Capacidade (mensal):
    ·         6 mil pacientes
    ·         40 mil exames

    Principais Serviços:
    Exames Laboratoriais

    Imagem
    ·         Análises clínicas de rotina
    ·         Mamografia/Tomossíntese
    ·         Ressonância
    ·         PET/CT
    ·         Tomografia Computadorizada
    ·         Ultrassonografia
    ·         Raio X
    ·         Densitometria Óssea

    Equipe
    Total (projeção final): 75 colaboradores
    ·         Assistenciais: 50 (sendo 8 médicos)
    ·         Apoio: 25



    Centro de Oncologia – Unidade Brasília

    Estrutura de atendimento

    ·         Unidade Asa Sul
    Inaugurada em 2011
    Edifício exclusivo com 2,4 mil m2
    6 consultórios, 12 suítes para aplicação de QT e serviço de radioterapia
    Radioterapia: inauguração em 2013 e ampliação em 2016
    ·         Unidade Lago Sul
    Inaugurada em 2014
    Ocupa três pavimentos de edifício localizado em frente ao Hospital de Brasília, com 1,7 mil metros quadrados
    Oito consultórios e 17 boxes para quimioterapia

    Capacidade de atendimento
    (considerando as duas unidades)
    ·         10.280 atendimentos / mês:
    4.800 consultas / mês
    1.500 aplicações de quimioterapia /mês
    1.580 aplicações de radioterapia /mês
    Procedimentos não quimioterápicos: 2.400 /mês

    Inovações
    ·         Aceleradores Lineares de última geração instalados na Unidade da Asa Sul - equipamentos que corrigem milimetricamente a posição do paciente possibilitando que a radiação atinja o tumor com maior precisão e maiores doses

    Diferenciais
    ·         Equipe Multidisciplinar, com serviços integrados de enfermagem, farmácia, psicologia, odontologia e nutrição focados no atendimento do paciente oncológico
    ·         Enfermagem especializada
    ·         Serviço de Aconselhamento Genético
    ·         Serviço de Cuidados Paliativos


    Equipe
    (considerando as duas unidades)

    Total: 144 colaboradores
    ·         Assistenciais: 89 (sendo 15 médicos)
    ·         Apoio: 55








    Fonte: Camila Muguruza - Destak Comunicação

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.