• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

    #ESPAÇO » Um complexo em movimento - (Projeto criado para expandir a cultura em #Planaltina deve ficar pronto no primeiro semestre)

    Lehandro Lira é criador e integrante da companhia Transições e pretende utilizar o espaço para ensaios - Projeto criado para expandir a cultura em Planaltina deve ficar pronto no primeiro semestre

    Por Isabella de Andrade, 

    Depois de décadas de luta e população mobilizada, Planaltina vai ganhar o seu complexo cultural. O espaço será sede para a criação dos artistas da cidade e pretende reunir os moradores em prol da expansão cultural da região. A Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) informa que a obra da Casa de Cultura de Planaltina está em andamento, com 60% dos serviços realizados. O investimento no complexo é de R$ 3,444 milhões, com previsão de término para março de 2017. O projeto é da Administração Regional de Planaltina e inclui teatro com capacidade para pouco mais de 400 lugares, além de salas multiuso, sala de dança e espaço para exposições de arte.

    Vanderlei Dias Soares, servidor da área de planejamento e gestão urbana da administração regional de Planaltina, afirma que o complexo cultural é uma demanda antiga. O terreno foi definido para o espaço em 1986, há 30 anos. “Eu entrei na administração em 1978 e naquela época já havia um movimento da cidade para a construção do complexo. O propósito do projeto é atender as demandas de setores de cultura da cidade, especialmente porque não temos uma estrutura que atenda a espetáculos teatrais e de dança, locais para exposições de arte”, afirma o servidor.

    A ideia é que o espaço se transforme em um polo de desenvolvimento cultural, com oficinas de dança, literatura e teatro. “Ele tem uma importância muito grande para a cidade, pode até atrair grandes apresentações”, destaca Vanderlei.

    A licitação começou em 2015 e as obras começaram em junho de 2016, no final do primeiro semestre. A previsão inicial era para entregar no fim de 2016, mas foram necessários ajustes na obra, por falta de detalhamentos no projeto. “Os equipamentos mobiliários não foram considerados na licitação. A população sempre reivindicou a construção da Casa de Cultura, mas a cidade tinha demandas na estrutura básica que acabavam sendo priorizadas”, conta Vanderlei Dias.
                     Complexo em construção: prazo para entrega é o mês de março
                          As obras já estão 60% concluídas: também falta mobiliário
                Praça do Museu, um dos espaços de ensaio pela companhia Transições

    Relação com a cidade
    A  Administração Regional e a Secretaria de Cultura criaram o grupo de artistas. Um complexo em movimento, que acompanha as obras, participa de reuniões e já ocupa com arte os muros da construção. Enquanto isso, o dançarino e criador da companhia de dança Transições, Lehandro Lira, aguarda pela inauguração do complexo para ter um local apropriado para os ensaios de seu grupo. “Ele será o nosso futuro ponto de apoio e de sustentabilidade para desenvolvermos nossos trabalhos artísticos, ensaios e oficinas para a comunidade. Será nosso porto seguro, uma vez que não possuímos uma sede fixa”, afirma o artista.

    Lehandro lembra que a luta dos artistas  dura mais de duas décadas e que o espaço terá condições de atrair espetáculos e projetos de qualidade para a cidade, motivando os artistas e ampliando a produção local. O dançarino enfrentou dificuldades com seu grupo em 2015 para conseguir estrear o espetáculo As faces de um povo centenário, já que Planaltina não conta com espaços públicos adequados para ensaios e apresentações.

    “Fizemos o espetáculo no Centro Educacional Delta por ainda atender algumas demandas e pelas portas que foram abertas para nós. Atualmente, temos ensaiado no Studio de dança Cláudio Cristian, em Planaltina e no Centro de dança Alex Gomes, na Asa Norte. Por muitas vezes, ensaiamos na praça do Museu em Planaltina, e foi nessa praça que a companhia Transições nasceu e até hoje ocupa aquele lugar, enquanto aguarda pelo sonhado complexo cultural”, conta Lehandro. As obras continuam e a previsão de entrega é para 2017. Enquanto isso, artistas da cidade e o grupo complexo em movimento prometem não deixar de acompanhar o avanço da esperada Casa de Cultura de Planaltina. A ideia é que o complexo possa dialogar com outras iniciativas culturais, manifestações e projetos tradicionais da cidade.

    “O Complexo será nosso porto seguro, pois não temos um espaço fixo. Será nosso ponto de apoio para criar trabalhos e oficinas para a comunidade", 
    (Lehandro Lira,dançarino)



    Por Isabella de Andrade - Especial para o Correio Braziliense – Fotos: Arquivo pessoal – Novacap – Iano Andrade/CB/D.A.Press - 

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.