• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • domingo, 2 de abril de 2017

    O Rio de Janeiro é aqui


    O Rio é aqui
    Para quem acha que o Rio de Janeiro é um espanto pelas recentes denúncias, vale lembrar que o Distrito Federal também tem o seu lugar. Brasília teve o primeiro senador cassado, Luiz Estevão, o primeiro governador preso no exercício do mandato, José Roberto Arruda, uma mesa diretora da Câmara Legislativa afastada por decisão da Justiça graças a denúncias de corrupção e uma lista de ex-autoridades cumprindo pena de prisão. Além de Luiz Estevão, preso há um ano, outro ex-senador, Gim Argello, também completa, em abril, aniversário na penitenciária de Curitiba. 

    O ex-vice-governador e ex-deputado distrital Benedito Domingos, pela idade, está em prisão domiciliar. E o homem que governou o DF por quatro vezes, Joaquim Roriz, foi afastado da política por enquadramento na Lei da Ficha Limpa. 
    O Tribunal de Contas do DF também teve um conselheiro envolvido em irregularidades, Domingos Lamoglia. Os escândalos atingiram até o Ministério Público do DF. Na Caixa de Pandora, o ex-procurador-geral de Justiça do DF Leonardo Bandarra e a promotora Deborah Guerner foram demitidos por decisão do Conselho Nacional do Ministério Público. 

    Tudo isso sem contar os oito ex-deputados afastados da política, por serem acusados de receber dinheiro de Durval Barbosa. O Distrito Federal não está quebrado como o Rio de Janeiro. Mas também enfrenta uma grande dificuldade nas contas públicas.

    Imagem em construção
    Com a nova política de comunicação do governo, Rodrigo Rollemberg inaugurou um novo estilo de gestão. Ou de construção de sua imagem. A versão é de um governador menos tolerante com paralisações de servidores, com opinião, muitas vezes externada nas redes sociais, sobre o dia a dia da cidade, e até tocador de obras. Ao estilo de antecessores como Joaquim Roriz e José Roberto Arruda, Rollemberg vestiu o capacete de proteção e esteve, acompanhado da imprensa, na última sexta-feira, em visitação à obra de Corumbá IV, que garantiria abastecimento de água nos próximos cem anos. O empreendimento, na questão do fornecimento de água, está parado. Mas Rollemberg prometeu a inauguração em 2018.

    Enquanto isso...Na sala de Justiça 
    O governo Rollemberg vai construir um centro de atendimento socioeducativo feminino, no Gama. Por meio de licitação, a Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude do DF vai contratar a Companhia Brasileira de Soluções em Engenharia, pelo valor de R$ 13.121.823,42 para a obra.

    Trabalho e desenvolvimento econômico juntos
    Incentivo à criação de emprego e desenvolvimento econômico andam juntos. Mas, no governo Rollemberg, só agora, 2 anos e três meses depois da posse, vão se afinar. O secretário adjunto de Trabalho, Thiago Jarjour (foto), garante que terá uma boa interlocução com a Secretaria de Economia e Desenvolvimento Sustentável, pela relação e afinidade com o novo titular da pasta, Valdir de Oliveira.


    Por Ana Maria Campos – Coluna “Eixo Capital” – Fotos: Heuler Andrey – Giovana BemBom - Correio Braziliense 

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.