• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • quarta-feira, 8 de agosto de 2018

    Celina Leão: ministros negaram a tentativa da distrital de anular a ação penal por corrupção "Operação Drácon", continua candidata - "Rollemberg de mãos limpas"

    Celina fica na disputa a uma vaga de deputada federal - Ibaneis Rocha (MDB) apostava no recurso da deputada Celina Leão (PP) no Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra a Operação Drácon para convidá-la a integrar a sua chapa como candidata a vice-governadora. 

    Era o nome considerado mais forte, mas os ministros negaram a tentativa da distrital de anular a ação penal por corrupção na aprovação de uma emenda para empresas de UTI. Agora Celina deve continuar na disputa para uma vaga de deputada federal. Para os aliados, tem muita chance.

    Inocentado
    O deputado Raimundo Ribeiro (MDB) conseguiu uma importante vitória ontem ao trancar no Superior Tribunal de Justiça (STJ), com manifestação favorável da Procuradoria-geral da República, a ação penal da Drácon. E o motivo não foi por falhas processuais. O Ministério Público Federal apontou falta de provas para dar prosseguimento à ação.




    Rollemberg de mãos limpas
    Ao contrário do que os adversários apontam, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) começou bem o período “Mãos Limpas”, nome que escolheu para a sua coligação à reeleição. A Operação 12:26, deflagrada ontem com cumprimentos de mandados de busca e apreensão, autorizados pela Justiça, na Casa Civil, na administração do Lago Norte e no Shopping Iguatemi ocorreu sem nenhuma ingerência política. Na área de investigação aos crimes contra a administração pública, o chefe do Executivo nomeou delegados que não conhecia, com quem não mantinha relações pessoais e sem nenhuma indicação de deputados ou aliados. Essa é a equipe do delegado Fernando Cesar Costa, chefe da Coordenação de Combate ao Crime Organizado, aos Crimes contra a Administração Pública e contra a Ordem Tributária (CECOR). Extremamente técnico, Fernando é visto com desconfiança pelo meio político. É apontado como “incontrolável”. Mas Rollemberg em nenhum momento pensou em nomear para o cargo um fantoche. Assim, escolheu um profissional da segurança pública. Ele trabalha com autonomia e apoio dos chefes, a diretora do Departamento de Polícia Especializada (DPE), Mabel Farias, e do diretor-geral, Eric Seba. O combate à corrupção precisa disso.

    Ex-investigador na suplência de Chico Leite
    Controlador-geral do DF nos primeiros meses do governo Rollemberg, o procurador Djacir Arruda (PDT) vai integrar, como segundo suplente, a chapa ao Senado do deputado Chico Leite (Rede). Em poucos meses, fez um bom trabalho de investigações no órgão, como casos de pagamentos irregulares no sistema de transporte coletivo e de nepotismo em órgãos do GDF. Inicialmente, ele pensou em concorrer a um mandato de deputado federal, mas acabou entrando na chapa de Chico Leite, na reta final dos acordos. 

    Abandono
    O presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle (PDT), deixou vários aliados chateados, ao abandonar o processo de negociação para a formação da coligação do PDT. Ele desistiu de ser candidato a qualquer cargo e deixou os companheiros na mão. 



    Ana Maria Campos – Coluna “Eixo Capital” – Fotos: Minervino junior/CB/D.A.Press -Barbara Cabral/CB.D.A.Press - Ed. Alves/CB/D.A.Press - Correio Braziliense




    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2018 Todos os direitos reservados.