Marcha da insensatez - (...a pantomima protagonizada pelas lideranças do Partido dos Trabalhadores para obrigar a Justiça Eleitoral a registrar a chapa da legenda encabeçada pelo ex-presidente Lula...) - Blog do Chiquinho Dornas

NEWS

terça-feira, 14 de agosto de 2018

Marcha da insensatez - (...a pantomima protagonizada pelas lideranças do Partido dos Trabalhadores para obrigar a Justiça Eleitoral a registrar a chapa da legenda encabeçada pelo ex-presidente Lula...)


Marcha da insensatez

*Por Circe Cunha 

Levada até as últimas consequências, a pantomima protagonizada pelas lideranças do Partido dos Trabalhadores para obrigar a Justiça Eleitoral a registrar a chapa da legenda encabeçada pelo ex-presidente Lula, que segue preso, numa cela da Polícia Federal em Curitiba, vai chegando ao seu grand finale. Comandando a movimentação do partido e da militância , diretamente de dentro da cadeia, Lula, aos poucos, começa a copiar a mesma prática que tem sido recorrente pelos grandes chefões do crime organizado, que, por meio de pombos-correios, enviam ordens aos seus comandados que estão fora dos presídios.

Com o auxílio das mídias, toda a nação acompanha, pari passu, as articulações surreais que visam, basicamente e de forma desesperada, a construção de uma narrativa para o público interno e, principalmente, para parcela da imprensa internacional de que Lula, assim como Dilma, são vítimas de um golpe de Estado, perpetrado por forças da direita.

O que a primeira vista pode parecer estratégia ingênua, visando a esticar, ao máximo, o registro do ex-presidente como cabeça de chapa a fim iludir os leitores, embute uma tática sinistra de desacreditar a própria Justiça e outras instituições que não rezem pela cartilha do partido e, por tabela, comprometer as próximas eleições pelo açular dos movimentos sociais controlados pela legenda.

Nesse sentido, a marcha do Movimento Sem-Terra (MST), que ruma para o centro da capital em três colunas de 1,5 mil integrantes cada, vai, num primeiro momento, se concentrar no próximo dia 15 em frente ao Superior Tribunal Eleitoral, forçando a Corte a aceitar a inscrição de Lula, desprezando o que diz a Lei da Ficha Limpa, endereçada e aprovada em 2010 pelos próprios petistas.

Em outro flanco, o partido segue com a greve de fome, repassada, obviamente, para a militância do baixo clero, à qual cabe sempre os esforços físicos extremos, no intuito de forçar o Supremo a reconsiderar a prisão em segunda instância. O problema com a mentira, ensinou uma vez o próprio Lula, é que quando você conta uma, nunca mais se livra dela, tendo que emendá-la sempre com novas versões. Busca o PT, em mais esse ato farsesco, produzir um mártir para sua causa, criando um factoide perante a opinião pública.

A marcha da insensatez que se arrasta rumo à capital traduz, como nenhuma outra, as movimentações de um partido que nesses últimos anos reluta em ter seu encontro inexorável com o ocaso, vitimado pela total falta de ética e que, desde abril passado, foi encarcerado com a sua maior liderança.

****
A frase que foi pronunciada
“Essa elite está acabando com o Brasil!” - “Mas, dona Adalgisa, essa elite recebeu o voto do povo para acabar com o Brasil!”
(Conversa no ônibus da linha 171, da W3)

Locomoção
»A falta de opção para o brasiliense é geral. Ou o carro próprio é utilizado diariamente para enfrentar os engarrafamentos na cidade ou o transporte público, com horários flexíveis, lotados, em péssima condição de manutenção e sujeitos à ação de criminosos. Ano passado, foram registrados oito assaltos a ônibus por dia.

Reconhecimento
»De volta ao Ministério da Saúde, a criadora da multimistura, que salvou muitas crianças da desnutrição, no Brasil e em outros países, dra. Clara Brandão, médica e nutróloga, formada pela USP, tem especialização em pediatria e nutrologia. Palestras são agendadas por todos os estados brasileiros.

Incrível
»Foi preciso um projeto de lei para mudar a regra de tornozeleira eletrônica. A partir da aprovação, o preso que fizer uso do aparelho de monitoramento e não obedecer as regras do perímetro de circulação poderá ter revogada a prisão domiciliar, voltando ao regime fechado. O que seria óbvio não era ululante.

Lei Maria da Penha
»Algumas modificações à vista. O prazo de 48 horas é muito longo para informar ao juiz sobre a agressão. A demora pode levar a vítima a mais agressões ou até mesmo à morte. Outra mudança prevista é a criação de um banco de vítimas beneficiadas por medidas protetivas com o apoio do Conselho Nacional de Justiça. Isso facilita a busca e captura de agressores fugitivos. As informações foram publicadas no Jornal da Câmara.

Fest Rádio
»Trata-se de um concurso universitário que premiará a melhor campanha publicitária contra a corrupção. Uma conversa com a promotora de Justiça Luciana Asper com os alunos de comunicação do Uniceub e do Iesb sobre o programa “Cidadão contra a corrupção”, do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, foi o início. A iniciativa é da Rádio Transamérica, em parceria com o MPDFT e com o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).


(*) Circe Cunha – Coluna “Visto, lido e ouvido” – Ari Cunha – Correio Braziliense – Foto/Ilustração: Blog - Google




Nenhum comentário:

Postar um comentário