Mais uma obra de Niemeyer no Eixo Monumental: o Museu da Bíblia - Blog do Chiquinho Dornas

NEWS

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Mais uma obra de Niemeyer no Eixo Monumental: o Museu da Bíblia


Mais uma obra de Niemeyer no Eixo Monumental: o Museu da Bíblia . Governador anunciou a construção, que deve ficar pronta até o fim de 2022: "Divisor de águas dos homens de bem e quem não quer o bem"

O Governo do Distrito Federal (GDF) pretende construir o Museu da Bíblia no Eixo Monumental. O memorial será erguido com emendas da Frente Parlamentar Evangélica da Câmara dos Deputados. Cada parlamentar deve destinar, aproximadamente, R$ 500 mil por ano ao longo do projeto. O Palácio do Buriti estima que o edifício custará até R$ 60 milhões e ficará pronto em 2022. 

Segundo o governador Ibaneis Rocha (MDB), cada um tem a sua religião, mas é importante respeitar as pessoas. “Isso faz o divisor de águas dos homens de bem e aqueles que não querem o bem”, assinalou.

O projeto básico do museu é de Oscar Niemeyer (imagem em destaque) e deve seguir as linhas tradicionais do arquiteto. “O Eixo Monumental vai ficar ainda mais bonito com esse leme erguido dentro da nossa capital federal”, afirmou Ibaneis, referindo-se à parte de trás do avião.

Cem mil visitantes: Ibaneis destacou que a obra será entregue antes do fim do governo dele, em 2022. Uma vez inaugurada, a obra deve receber 100 mil visitantes ao ano. O projeto para a criação e a autorização do uso do terreno foi enviado à Câmara Legislativa em 19 de junho de 1995. 

A portaria 166, de 2016, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), prevê a criação de novos lotes no Eixo Monumental. Agora, o GDF vai apresentar a ideia para avaliação do instituto. Recebendo a autorização, seguirá para a análise do Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do DF (Conplan), antes dos trabalhos começarem no canteiro de obras.

“Aos cristãos” Os recursos parlamentares foram negociados pelo presidente da Frente Parlamentar Evangélica, deputado federal Silas Câmara (PRB), e contou com a ajuda do deputado Julio César (PRB). A Sociedade Bíblica do Brasil assumirá a gestão do museu após a inauguração. “Essa é uma obra direcionada para os cristãos”, assinalou Câmara.

Segundo o deputado, a frente parlamentar já conseguiu assinaturas de parlamentares suficientes para destinar R$ 35 milhões ao memorial em 2020. As emendas são impositivas. 

Em junho deste ano, o governador recebeu o secretário de Assuntos Religiosos, Kildare Araújo Meira, para falar sobre a lei que destina terreno ao memorial. A conversa girou em torno da lei nº 900/1995, que destina um terreno de 15 mil m² para a tal construção. Ela será no Eixo Monumental, próximo ao entroncamento com a Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia)

Por Francisco Dutra - Metrópoles


Nenhum comentário:

Postar um comentário