• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • terça-feira, 15 de setembro de 2015

    Cinco dicas para quem está planejando aposentadoria


    Aumento da expectativa de vida cria novas perspectivas para pessoas que estão entrando na melhor idade

    Estamos envelhecendo! Essa é a conclusão das estatísticas sobre a população brasileira. Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), há hoje no país cerca de 26,3 milhões de idosos, o que representa uma parcela de 13% da população, ou seja, a cara do país definitivamente está mudando.  Projeções futuras da OMS (Organização Mundial da Saúde) estimam que até 2025, teremos cerca de 32 milhões de idosos, o que nos coloca em sexto lugar no ranking dos países com maior número de pessoas na terceira idade. Diante desta realidade, planejar a aposentadoria é cada vez mais necessário para quem quer envelhecer com qualidade de vida.

    Segundo a psicóloga, Bette Maria, master coach e criadora de um programa de preparação para aposentadoria e planejamento de vida para a melhor idade, o ideal é que a pessoa comece a se organizar cerca de cinco anos antes do fim de suas atividades profissionais. “Acredito que esse período é essencial para quem deseja ter um futuro mais seguro ao final de sua relação com o mercado de trabalho. Além de vislumbrar o que se pode fazer nessa nova fase da vida, é preciso pensar diferentes formas de lidar com cotidiano após ter passado tanto tempo trabalhando. É muito importante que nessa realidade existam planos e metas, assim sempre haverá motivação para se ter uma vida mais feliz”, destaca Bette.

    Para quem está próximo de se aposentar ou já está pensando no que fazer quando esse dia chegar, a psicóloga dá preciosas dicas:

    1 – De início, é preciso fazer um diagnóstico da vida financeira. Se a pessoa estará endividada ao longo dos últimos anos de carreira, o ideal é que ela adie um pouco mais sua aposentadoria para quando estiver sem dívidas. Planejamento financeiro é o primeiro passo para a programação da aposentadoria.

    2 – Invista mais tempo para se aperfeiçoar: Além da educação financeira, é muito importante que a pessoa se dedique a uma nova área de conhecimento. Aprender coisas novas deixa a mente ativa e pode ajudar bastante quem está nessa fase da vida.

    3 – Autoconhecimento: Quem quer investir em longevidade, precisa se conhecer melhor. Saber sobre os próprios anseios ajuda o indivíduo a alcançar suas metas pessoais. Isto será fundamental para uma vida familiar e amorosa mais harmônica nesta nova etapa da vida. Dilemas como a síndrome do ninho vazio, quando o indivíduo se dá conta que os filhos deixaram o lar para seguir sua própria vida, serão enfrentados com mais serenidade.

    4 – Cuide da saúde: Faça exames regulares, pratique atividades físicas e cuide da alimentação. Estar saudável é essencial para quem quer viver melhor, com mais disposição. Além disso, atividades coletivas podem ser uma boa alternativa para melhorar a vida social e conhecer novas pessoas.

    5 -  Desenvolva hobbies: Realizar atividades prazerosas sempre melhora a autoestima  e torna as pessoas mais felizes. Até porque muitas pessoas optam por realmente parar de trabalhar depois que se aposentam, assim os hobbies são excelentes recursos de ocupação do tempo, manter a mente ativa e autovalorização por fazer algo útil e apreciativo.


    Para quem se interessa pelo assunto e deseja saber mais é só entrar no site: www.coachingmais50.com. 

    Suênia Dantas
    Assessora de Imprensa
    Prezz Comunicação
    61- 8251-9821

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.