• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • quinta-feira, 8 de outubro de 2015

    Câmara se solidariza com moradores da Vila Basevi e Fercal

                    Chuva de granizo destelhou e derrubou casas, afetando 114 residências

    A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) está comovida com a situação dos moradores da Vila Basevi e da Fercal, onde caiu chuva de granizo, na noite de terça-feira (6), que deixou casas destelhadas e pessoas ao relento. Árvores também caíram e provocaram mais estragos.

    Por volta da meia-noite, os moradores saíram de suas casas com medo de serem atingidos por escombros das paredes e muros que caíram com a força da água. Camas encharcadas, roupas molhadas, móveis e eletrodomésticos foram retirados das casas, na manhã de hoje (7), e colocados na porta das respectivas residências, na esperança de salvar parte dos objetos sob o sol da manhã. O saldo de destruição foi grande, mas ninguém ficou ferido.

    A presidente da Casa, deputada Celina Leão, visitou os dois locais, lamentou o ocorrido e disse que os moradores não podem ficar abandonados. “Vamos fazer uma campanha para ajudar estas famílias. Elas não podem ficar nesta situação”, comentou a deputada, manifestando-se a favor de uma campanha solidária em prol das famílias das duas regiões.

    Diante disso, anunciou que a CLDF inicia hoje a campanha Câmara Solidária, um trabalho de SOS para as áreas da Fercal e da Vila Basevi. Para tanto, a CLDF vai arrecadar doações para as famílias atingidas pela tragédia, que podem ser de material de construção, para a reconstrução das casas, assim como roupas e utensílios domésticos.

    Durante visita à Fercal, a deputada Celina Leão foi abordada por uma moradora, Isabel Alves Ramos, 50 anos, que mora na DF 150, Quadra 15, casa 42, e convidou-a a ver o estado em que ficou sua casa após a chuva. “Estamos muito tristes, eu e minha família. Perdemos muita coisa, outras tentamos recuperar e nosso medo maior é a vinda de outras chuvas”, lamentou a mulher.

    O governador Rodrigo Rollemberg também esteve no local para ver de perto o resultado das primeiras chuvas no DF. A Defesa Civil e outros órgãos do governo do DF também estiveram nas áreas para avaliar os prejuízos e orientar as famílias quanto ao perigo de estarem em áreas de risco. “Estamos avaliando de que forma o governo pode ajudar”.

    A Escola Classe Basevi foi um dos locais mais afetados pela chuva. A Novacap foi ao local para avaliar a estrutura física, assim como engenheiros da Secretaria de Educação foram chamados para ajudar no trabalho. A escola foi interditada.

    Até o início da manhã de hoje, duas famílias da Vila Basevi, em Sobradinho II, precisaram deixar suas residências. Entretanto, o número pode aumentar até o fim do dia, segundo a Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social. De acordo com dados do órgão, 114 casas foram atingidas pelo temporal, e um total de 456 pessoas foram afetadas nas duas regiões. Quatro famílias estão desabrigadas: sendo duas na Vila Basevi e duas na Fercal.

    O fornecimento de água e luz precisou ser cortado na noite passada. Assim, a Caesb está levando água potável aos moradores da área.


    Fonte: Assessoria de imprensa da deputada Celina Leão, presidente da CLDF

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.