• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • terça-feira, 15 de dezembro de 2015

    #PARQUEDACIDADE » Obra de nova ciclovia interdita pista antiga

    A interdição da antiga ciclovia será feita em etapas: previsão é que obra fique pronta na segunda quinzena de janeiro, com três anos de atraso

    Quem anda de bicicleta, patins, ou caminha pelo Parque da Cidade aguarda a nova pista para prática de esportes no local. As obras da ciclovia da área verde já perduram há mais de três anos. A primeira data estipulada de entrega era no carnaval de 2013; depois, a Copa do Mundo de 2014. Porém, com a mudança de gestão no Governo do Distrito Federal, houve suspensão das intervenções, e os prazos se alongaram ainda mais. A nova previsão de entrega da obra é para a segunda quinzena de janeiro. 

    Antes disso, os usuários terão que lidar com alguns transtornos. Cerca de 4km dos totais de 10km da pista antiga estão interditados para revitalização. A Secretaria de Turismo, responsável pela administração do parque, alega que somente depois dos ajustes será possível entregar os dois espaços para circulação.

    A obra foi retomada em julho deste ano, após liberação de novos recursos. Ela deveria ter sido entregue à população, de acordo com o cronograma do governo, no mês passado. A nova pista de 10km de extensão e cinco metros de largura está sendo feita paralelamente à atual, do lado externo, mais próximo dos estacionamentos, e será de uso exclusivo para pedestres. A faixa antiga, de 6m de largura e também com 10km de extensão, servirá como ciclovia, para bicicletas, patins, skates e outros equipamentos velozes (chamados de ciclos). A justifica da troca é evitar que os pedestres tenham que cruzar a faixa dos ciclistas.

    Desde ontem, cerca de 4km da pista antiga estão interditados para a prática esportiva. Os serviços são de recuperação e fresagem do pavimento antigo. Isso significa que parte dos asfalto com rachaduras será retirado e uma nova camada asfáltica cobrirá a pista — a fim de fazer um nivelamento do espaço. A interdição durará 20 dias. Depois disso, os demais trechos também serão revitalizados. “Existia muita reclamação com relação a rachaduras e sinalização da pista. Essa revitalização vai beneficiar o usuário e aumentar a segurança no trânsito dentro do parque”, explicou o secretário adjunto de Turismo, Jaime Recena.

    Apesar dos prazos estendidos, o servidor público Adriano Campos, 43 anos, vê como positiva a intervenção. “A pista (antiga) apresenta alguns defeitos. A recuperação dos trechos será boa, uma vez que serão usados para bicicleta.” Ele, assim como a mulher, Adriana Campos, 42, somente não aprovou a sinalização da área interditada. “Não dá para saber direito por onde prosseguir. Acaba que temos que invadir ou passar no meio da grama. Deveria ter setas para orientar melhor o usuário”, argumentou a professora. O casal corre diariamente pelo Parque da Cidade. Para os dois, a conclusão da obra é necessária. 

    “Fico receosa de andar com os meus filhos por aqui, com a circulação de bicicletas no mesmo espaço”, conta Adriana. Júlio Maria do Carmo, 35, pedala diariamente no local. Como ciclista, aguarda a conclusão das pistas para a prática exclusiva do esporte. “Alguns pedestres distraídos acabam atravessando a pista sem olhar para os lados. Nós ficamos com medo, porque é nessa hora que pode acontecer um acidente. Com a nova pista, a gente vai ficar mais tranquilo para pedalar por aqui”, comentou o servidor público. “Só é preciso ver também como será a iluminação da nova pista.”

    Ajustes
    Segundo Recena, as intervenções são necessárias para manter a funcionalidade das duas pistas. Ele considera que o novo prazo é aceitável — uma vez que as obras foram paralisadas por quase um ano. “Corremos atrás dos recursos. Entendo que pode ser algo incômodo, mas será para o beneficio dos usuários”, explicou. Sobre a sinalização do percusso interditado, o secretário ressaltou que a empresa será acionada para melhorar as indicações de caminhos para a população. “É algo temporário. Se os usuários entendem que não está adequado, vamos readaptar.”

    A expectativa é que as duas pistas estejam prontas na segunda quinzena de janeiro. A iluminação, porém, só será licitada depois da inauguração da nova faixa. A argumentação é que no momento não há recursos para abertura do processo. “A prioridade da nossa administração foi retomar a obra já licitada.”


    Por: Thiago Soares – Foto: Minervino Junior/CB/D.A.Press – Correio Braziliense 

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.