• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • domingo, 31 de janeiro de 2016

    Batalhão especializado adestrará 20 cães até junho

                        Sarah Camargo, Isabela Camargo e o pastor-alemão Bob

    "Família do pastor-alemão Bob torce para que ele seja um dos escolhidos para o treinamento gratuito da PM"

    Há sete meses, desde o nascimento de Bob, a vendedora Sarah Camargo diz que a casa em Vicente Pires ficou mais bagunçada. "Ele é bem indisciplinado", conta a dona do pastor-alemão. O animal é um dos 200 que, até sexta-feira (5), participam de uma avaliação do Batalhão de Policiamento com Cães da Polícia Militar do Distrito Federal (BPCães) com o objetivo de ingressar em uma das 20 vagas do Curso de Cinotecnia — ciência que estuda o comportamento, a fisiologia e a psicologia dos cães. "Estou esperando desde o ano passado por esse momento", torce Sarah.
    O batalhão agenda cerca de 20 avaliações diárias, e a seleção é feita com a presença de um médico veterinário e quatro instrutores. "Avaliamos principalmente o temperamento, a sociabilidade, a andadura e se o cão gosta de brincar", explica o coordenador do curso, tenente André Hideki Nogueira. Os donos dos animais escolhidos receberão o resultado por telefone de 15 a 20 de fevereiro.
    Em 7 de março, os cachorros considerados aptos a participar do treinamento gratuito devem ser deixados pelos donos no canil da PM, onde ficarão hospedados até 30 de junho — data em que ocorre a formatura dos animais adestrados. Durante o primeiro mês de curso, os bichos não podem receber a visita dos donos. Depois desse período, são permitidas visitas agendadas.
    Podem participar do curso animais de 6 meses a 2 anos de idade das raças pastor-alemão, pastor-belga malinois, rottweiler e doberman. Os bichos devem estar com a carteira de vacinação em dia e assinada por um médico veterinário.
    O programa anual é realizado desde 1971 pelo BPCães e tem como objetivo capacitar os policiais militares que estão em fase de treinamento como adestradores. Participam do curso 20 alunos e 15 instrutores. Enquanto os militares devem mostrar técnica veterinária e capacidade para inserir os bichos na atividade policial, os animais saem com adestramento básico e com características de guarda.
    As inscrições para avaliações estão esgotadas e só ocorrerão no caso de desistências. Proprietários que queiram mais informações sobre o processo devem entram em contato com o BPCães pelo número (61) 9969-3802.

    Por: Gabriela Moll, da Agência Brasília - Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.