• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • domingo, 5 de março de 2017

    Mais respeito, por favor

    *Por Ana Dubeux, 

    Não tenho procuração de ninguém, nem sou candidata a nada, mas os 30 anos vividos aqui e a paixão que tenho por esta cidade que adotei me dão dois créditos a mais no celular para convidá-los, neste domingo de águas de março, para uma DR sobre o que está acontecendo na Câmara Legislativa, que nada mais é do que uma cópia do que acontece no Legislativo nacional e em outras casas estaduais e municipais pelo Brasil afora. Sim, precisamos falar sobre a esculhambação que reina na Câmara, o símbolo manchado de nossa autonomia política, conquistada com esforço e trabalho. O brasiliense tem sido feito de bobo da corte, um personagem depreciado e desrespeitado, enquanto parte dos nobres distritais se farta de forma infame.

    As últimas notícias sobre a Operação Drácon, que trouxeram à tona as escutas ambientais, feitas com autorização judicial nos gabinetes de distritais e reveladas pelas competentes Ana Maria Campos e Helena Mader, do Correio, mostram o quanto a população do DF está vulnerável a esquemas criminosos patrocinados com dinheiro público. Não se trata de desavença política pura e simplesmente, tampouco de estratégia plausível para responder a denúncias. Trata-se, sim, de uma armação para encobrir o malfeito, tentando desviar atenções e fabricar dossiês contra adversários.

    Em vez de se preocupar em responder às acusações, os nobres deputados tentam espalhar a sujeira para um raio maior que seus próprios umbigos. Isso inclui ataques à imprensa, ameaças travestidas de jornalismo, chantagens ou criação de notícias fakes para desmoralizar os órgãos sérios desta cidade, que estão colocando o dedo nessa ferida por meio das investigações da Operação Drácon do Ministério Publico do DF. Ora, não me venha com essa.

    Escrevo neste espaço há mais de 15 anos e sempre, repito, sempre chamei a atenção para os desmandos da nossa gaiola de ouro, como ficou conhecida a Câmara Legislativa pelos estapafúrdios gastos e denúncias em série, uma legislatura após a outra. Isso nada tem a ver com a mão pesada da imprensa, mas com a falta de compostura e honestidade. Todos os malfeitores eleitos foram alvos de denúncias por parte dos jornalistas sérios.

    Sempre defendi a autonomia da cidade e, consequentemente, a existência de um Legislativo local forte, fiscalizador e ético. Talvez estejamos sonhando com o impossível. Mas o presidente da Mesa, Joe Valle, falou em ressignificação da Câmara. Cabe aqui minha torcida para que Joe não jogue sua biografia no lixo. Ele pode de fato tentar mudar isso. Daí continuaremos mais (vigilantes) do que nunca. Ponha ordem nessa casa, presidente.


    (*) Por Ana Dubeux – Editora Chefe do Correio Braziliense – Foto/Ilustração:Blog - Google

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.