• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • domingo, 21 de maio de 2017

    Uma marca para identificar Brasília

    Adelmir Santana, presidente da Fecomércio: "Reforçar o sentimento de pertencimento dos brasilienses"

    A partir de 25 de outubro, Brasília será vista de um novo modo pelo resto do mundo. Pelo menos é o que pretende a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio-DF), realizadora do projeto Marca Brasília, que escolherá a identidade multicultural da cidade, criando uma marca para representar uma Brasília que é mais do que a capital federal. O concurso é aberto a todos os brasileiros, que poderão oferecer uma visão própria da capital por meio de uma logomarca que traduza a essência, a singularidade e os atributos urbanísticos e culturais de Brasília.

    O responsável pelo projeto vencedor, além de ficar reconhecido como o criador da marca de Brasília, será premiado com R$ 20 mil. “A nossa proposta é convidar a população a apresentar uma logomarca que represente Brasília de forma positiva e que vá além dos estereótipos da política e do serviço público. Queremos valorizar o ganhador, sobretudo, pelo legado da conquista, por uma marca que ficará para sempre na história”, detalha Adelmir Santana, presidente da Fecomércio.

    Podem participar do concurso, individualmente, pessoas físicas, maiores de 18 anos, profissionais ou não, brasileiras ou naturalizadas no Brasil, com residência e domicílio no país. Cada participante poderá concorrer com apenas uma proposta. As ideias de marca devem ser submetidas eletronicamente no site www.marcabrasilia.com.br. Os participantes só poderão inscrever projetos de marcas originais e inéditas. A participação é gratuita e, após o recebimento e a validação das informações, um código será gerado automaticamente e enviado para o endereço de correio eletrônico, fornecido pelo participante, confirmando a inscrição. O prazo para submissão das propostas de marca vai até 18 de julho.

    A proposta deverá ser submetida pelo site do concurso, em um único arquivo, em formato digital, vetorial e na extensão PDF, com a identificação do número completo do CPF do autor, sem pontos ou traços. O processo de seleção será dividido em três etapas: na primeira, serão recebidas as marcas dos participantes; na segunda, uma comissão técnica escolherá as 10 melhores, que seguirão para uma comissão universitária formada por reitores de instituições de ensino superior, que escolherão três; na terceira, as finalistas serão disponibilizadas para votação popular na internet, por meio do site do concurso.

    O vencedor será definido pelo número absoluto de votos recebidos, que será atualizado diariamente no site ao longo do período de votação, após a computação e auditoria de todos os votos válidos. Em 25 de outubro, a marca, que passará a identificar Brasília, será conhecida por todos. A apresentação será feita por meio do site. Além da Fecomércio, o concurso recebe apoio do Sebrae, da Câmara Temática de Turismo e Hospitalidade da Fecomércio-DF e do Correio Braziliense.

    Imagem
    Brasília é uma cidade patrimônio mundial pela beleza e pelo conjunto urbanístico. Abriga uma população marcada pela diversidade cultural e religiosa. Ao mesmo tempo, enquanto sede dos poderes da República, a cidade está associada constantemente a todos os estereótipos que cercam a política, quase sempre negativos. “Preocupados com essa imagem, acreditamos que um concurso como o Marca Brasília é de fundamental relevância para valorizar a cidade, reforçar o sentimento de pertencimento dos brasilienses e criar uma identidade cultural própria para Brasília, além, claro, de fortalecer o nosso turismo e desenvolvimento econômico”, explica Adelmir Santana.

    A iniciativa da Fecomércio não é inédita no mundo. No começo dos anos 1970, o Departamento do Comércio de Nova York convocou uma prestigiada agência de publicidade para desenvolver uma campanha que mudasse a imagem da cidade, ligada à crise enfrentada à época. A empresa apresentou diversas propostas, que acabaram não agradando. Depois disso, um dos designers tirou do bolso um papel dobrado com um coração, escrito na fonte american typewriter, com os dizeres I love NY. A ideia acabou escolhida e representa Nova York há quase cinco décadas, virando estampa de camisetas, canecas e pôsteres.

    A intenção é que a marca que represente Brasília também consiga tal impacto. “Pretendemos, assim, que todos possam ajudar a construir e a escolher uma identidade que possa ser abraçada pelos brasilienses e sirva para fortalecer o nosso turismo. O projeto não tem dono, pertence à sociedade”, afirma o presidente da Fecomércio.




    Correio Braziliense

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.