• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

    DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL » Novas metas para 2016

                    O movimento se reuniu na sede dos Diários Associados em Brasília

    Representantes de 26 estados e DF marcaram presença no encontro organizado pela Fundação Assis Chateaubriand


    Um novo ano se aproxima e traz uma série de desafios pela vida sustentável do planeta. Para o período de 2016 a 2030, o mundo se comprometeu a unir esforços em parcerias por um trabalho focado nos pilares social, econômico e ambiental, voltado para o combate à fome e à miséria, garantia de uma expectativa de vida melhor para as pessoas, a formação de sociedades mais pacíficas, justas e inclusivas, além da proteção dos recursos naturais e do clima. Essa agenda global, que reúne 17 objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS) e 169 metas, foi aprovada por 193 países em assembleia das Nações Unidas no último mês de setembro.


    Foi pensando em como trazer essas mudanças para o Brasil, em todos os 26 estados e o Distrito Federal, que o Movimento Nacional ODS Nós Podemos realizou nessa quarta e quinta-feira, na sede dos Diários Associados em Brasília, a terceira reunião de 2015 do colegiado. Representantes de várias unidades da federação fizeram levantamento dos avanços realizados em cada localidade nos últimos 15 anos, em prol dos objetivos de desenvolvimento do milênio (ODM), e definiram os primeiros passos para a nova agenda ODS. A reunião foi organizada pela Fundação Assis Chateaubriand, que integra o movimento ao lado de mais de 2 mil instituições dos setores público, privado e organizações da sociedade civil.


    Entre as metas do movimento para 2016, está a capacitação de voluntários e expandir a discussão dos ODS a 10% dos municípios brasileiros. “Vamos priorizar um trabalho intenso de sensibilização dos atores sociais para que compreendam o que são esses objetivos. Muitas pessoas acham que essa é uma agenda só das Nações Unidas, mas cada um pode fazer sua parte, como cuidar do lixo no seu bairro, se preocupar com saneamento, com o transporte coletivo e exigir a qualidade da educação nas escolas”, destaca Odilon Luís Faccio, secretário executivo adjunto do Movimento Nacional ODS Nós Podemos. “As pessoas, empresas, organizações e governos já fazem isso, mas não relacionam com essa agenda global. Se juntarmos esforços de todo mundo, é possível alcançar essas metas, salvar o planeta e a gente ter uma vida melhor”, acrescenta.


    Para Maria do Carmo Rebouças, gerente de articulação institucional do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o Nós Podemos, antes conhecido como Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade, tem um papel importante em levar para o interior do país essa agenda global. Segundo ela, a expectativa é que agora o movimento entre na agenda ODS mais capacitado para dialogar com a população brasileira sobre a importância desses temas.

     

    Por: Camila de Magalhães – Foto: Camila de Magalhães/FAC/D.APress

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.