• INÍCIO
  • CONTATO
  • MÍDIA KIT
  • ANUNCIE NO BLOG
  • COMENTÁRIOS
  • MAPA DO BLOG
  • quinta-feira, 8 de setembro de 2016

    Brasília aos pedaços - - - (Triste capital do país. Obrigada, pelos descaminhos do destino, a se ver representada pelos mais estranhos personagens da nossa a sociedade...)

    Triste capital do país. Obrigada, pelos descaminhos do destino, a se ver representada pelos mais estranhos personagens da nossa a sociedade, Brasília vai, a cada dia, encontrando seu lugar de destaque dentro do cenário nacional dos grandes escândalos políticos. Nesse quesito, nossos representantes nada ficam devendo em malfeitorias aos grandes mestres nacionais. A repetição quase monótona de casos de corrupção estampados em manchetes diárias serve para não deixar cair no esquecimento que vivemos ainda sob o signo da precariedade e do caos que tem tomado posse do Estado.

    Difícil nesses dias é identificar nos noticiários onde estão das fronteiras entre os fatos políticos e as ocorrências policiais. Quando esse amálgama entre o bem e o mal passa a ocorrer com frequência, confundindo o cidadão de bem, é sinal de que o despenhadeiro está nas proximidades. Nem bem os brasilienses tiveram tempo de digerir os acontecimentos da Operação Drácon, que varreu toda a mesa diretora da Câmara| Distrital, eis que surgem agora novas gravações em que o primeiro senador cassado da República e representante do Distrito Federal, expõe claramente a podridão que corre solta nos porões da política local.

    As declarações vindas a público merecem, por parte das autoridades judiciárias, uma investigação profunda para que a sociedade conheça quem são os 90 bandidos no grupo de cada 100 brasilienses mencionados pelo ex-senador.

    A cada novo escândalo, novos modus operandi criminosos são armados para tungar o dinheiro do contribuinte. Mudam-se as táticas e investidas. No entanto, um fato tem chamado a atenção: em cada nova operação policial e investida dos agentes da lei, os mesmos e surrados nomes voltam a surgir, numa demonstração clara de que as ações anteriores da Justiça sobre esses indivíduos não surtiram os efeitos necessários, e eles têm prosseguido livremente na rotina de crimes.

    “Nesta cidade, de cada 100 caras, 90 são bandidos. E vivem de bandidagem, putaria e sacanagem. Vivem roubando, tomando dinheiro, cobrando comissão, fazendo negócio fajuto com o governo local e com o governo federal”. Declarações como essa, vindo do empresário que mais ganhou dinheiro nesta cidade, ex-político e com trânsito livre entre as autoridades locais, merece uma resposta em forma de investigação. Caso contrário 90% da população podem pedir aos tribunais reparações e outras ações. Como está não pode ficar.

    ****

    A frase que não foi pronunciada
    “Se a justiça é cega, nunca acerta o alvo!”
    (Dona Dita, vendo os malabarismos hermenêuticos.)



    Por: Circe Cunha – Coluna “Visto, lido e ouvido” – Ari Cunha – Correio Braziliense – Foto/Ilustração: Os Candangos sob o Céu de Brasília – (Alexandre Militão) -  Blog-Google

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    imagem-logo
    © Blog do CHIQUINHO DORNAS 2012/2016 Todos os direitos reservados.